sicnot

Perfil

Desporto

Ronaldo alcança inédita quarta Bota de Ouro com recorde pessoal

O português Cristiano Ronaldo recebe terça-feira a 'Bota de Ouro' correspondente à época 2014/15, tornando-se o primeiro futebolista a ostentar quatro troféus de melhor marcador da época nos campeonatos europeus, com 48 golos, um recorde pessoal.

Depois dos triunfos de 2007/08, ainda pelo Manchester United (27 golos), e de 2010/11 (40) e 2013/14 (31), já pelo Real Madrid, a última 'ex-equo' com Luis Suárez, então no Liverpool, Ronaldo selou o seu quarto triunfo com um recorde pessoal de 48 golos. (Arquivo)

Depois dos triunfos de 2007/08, ainda pelo Manchester United (27 golos), e de 2010/11 (40) e 2013/14 (31), já pelo Real Madrid, a última 'ex-equo' com Luis Suárez, então no Liverpool, Ronaldo selou o seu quarto triunfo com um recorde pessoal de 48 golos. (Arquivo)

© Juan Medina / Reuters

Depois dos triunfos de 2007/08, ainda pelo Manchester United (27 golos), e de 2010/11 (40) e 2013/14 (31), já pelo Real Madrid, a última 'ex-equo' com Luis Suárez, então no Liverpool, Ronaldo selou o seu quarto triunfo com um recorde pessoal de 48 golos.

O '7' do Real Madrid deixou, assim, para trás o argentino Lionel Messi, o primeiro a colecionar três edições (2009/10, 2011/12 e 2012/13), e ficou a dois tentos de igualar o recorde do jogador do Barcelona numa época -- 50, em 2011/12.

O 'capitão' da seleção lusa, que tinha como melhor registo os 46 golos de 2011/12, insuficientes para vencer, fechou a Liga espanhola 2014/15 com dois 'hat-tricks', sendo que, na última ronda, foi substituído aos 58 minutos.

Cada vez mais ponta de lança, um finalizador, do que extremo, um criador, Cristiano Ronaldo, de 30 anos, marcou golos em 25 dos 35 jogos disputados no campeonato de Espanha, sendo que faturou mais do que uma vez em 12 ocasiões.

O jogador luso somou quatro 'bis', seis 'hat-tricks', um 'póquer', logo à quinta ronda, na receção ao Elche (5-1), e uma 'manita', à 29.ª, num inesquecível jogo matinal com o Granada, que 'levou' 9-1 no Bernabéu.

Ronaldo, que marcou mais cinco golos do que Messi, começou a construir a vitória na 'Bota de Ouro' logo de início, com 20 golos nas primeiras 12 rondas. Só não marcou na segunda, em que não participou.

O seu primeiro jogo em 'branco' aconteceu apenas a 29 de novembro, à 13.ª jornada, em Málaga (2-1), mas logo respondeu com um 'hat-trick', ao Celta de Vigo (3-0), para fechar o ano de 2014 já com 25 tentos na prova.

O início de 2015 não foi muito 'famoso' para o português, que só marcou cinco golos nas primeiras 12 jornadas do ano, sendo que falhou duas, por castigo, depois de ter sido expulso em Córdoba, devido a agressão.

Um 'insuficiente' golo no reduto do Barcelona (1-2) iniciou a retoma do português, que, já pressionado por Messi, marcou cinco ao Granada e também faturou perante Rayo Vallecano, Elche e Málaga.

Nas últimas seis jornadas, não marcou em três jogos -- incluindo num 'fatal' 2-2 com o Valência, em que falhou uma grande penalidade -, mas, nos outros três, conseguiu outros tantos 'hat-tricks'.

Acabou, assim, o campeonato com 48 golos, que, no entanto, foram insuficientes para levar o Real Madrid ao título, o que já tinha acontecido, aliás, nas outras duas vitórias na 'Bota de Ouro' ao serviço dos 'merengues'.

O melhor marcador da história dos madrilenos só ganhou um título de campeão espanhol em seis épocas no Real Madrid -- está a cumprir a sétima -- e, nessa temporada (2011/12), o 'rei' dos goleadores foi Messi, com os tais 50 golos.

Com Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.