sicnot

Perfil

Desporto

Figo considera Raúl um jogador "incrível" que "caminha sobre o relvado"

O antigo internacional português Luís Figo e o técnico italiano Fabio Capello consideram o avançado espanhol Raúl, que anunciou o abandono do futebol, um jogador "incrível" e um "ganhador".

Figo e Raúl foram colegas de equipa no Real Madrid entre 2000 e 2005. (Arquivo)

Figo e Raúl foram colegas de equipa no Real Madrid entre 2000 e 2005. (Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuters

"Raúl caminha sobre o relvado e surpreende. É absolutamente incrível", escreveu o português Figo na sua conta oficial na rede Twitter em relação ao jogador do NY Cosmos, com quem jogou no Real Madrid de 2000 a 2005.

Na quinta-feira, Raúl, de 38 anos, anunciou que vai pôr um ponto final na sua carreira em novembro, quando a temporada da Liga norte-americana de futebol terminar.

"Quando assinei pelo Cosmos em dezembro disse que analisaria a minha continuidade em função de como me fosse encontrando. Não foi fácil tomar esta decisão, mas é o momento idóneo", reconheceu o emblemático futebolista espanhol, que recentemente foi ultrapassado na lista de melhores marcadores de sempre do Real Madrid por Cristiano Ronaldo.

Também o técnico italiano Fabio Capello, que orientou o Real Madrid em 1996/97 e 2006/07 e teve Raúl no plantel, deixou grandes elogios ao antigo internacional espanhol.

"É um ganhador. É a herança do Real Madrid", referiu o italiano.

No momento despedida, são muitos os que deixam elogios: o francês David Trezeguet falou do "muito que representa Raúl para o futebol" e o inglês David Beckam disse, quando questionado em relação ao recorde que Cristiano Ronaldo bateu, que o espanhol "é como um Deus".

O espanhol jogou durante 16 anos no Real Madrid, depois de estrear-se com apenas 17 anos na equipa principal. Com o conjunto 'blanco' conquistou, entre outros títulos, seis ligas espanholas, quatro supertaças e três ligas dos campeões.

Até 30 de setembro, o eterno capitão 'madridista' era o maior goleador da história do Real Madrid, estatuto que perdeu para o português Cristiano Ronaldo que nesse dia, ao 'bisar' frente ao Malmö, na Liga dos Campeões, passou a somar 324 golos com a camisola dos 'merengues', ou seja, mais um.

Em 2010, o espanhol rumou aos alemães do Schalke 04, que representou durante duas épocas antes de se mudar para o Al-Saad, do Qatar, no qual jogou dois anos e do qual se despediu em março de 2014. Após uma retirada momentânea dos relvados, assinou pelo Cosmos em dezembro do ano passado.

O avançado disputou 102 jogos internacionais com a camisola da Espanha e é o segundo melhor marcador da seleção espanhola, atrás de David Villa.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.