sicnot

Perfil

Desporto

Ferrari veta novas propostas da FIA

A Federação Internacional do Automóvel (FIA) anunciou hoje que a Ferrari vetou a proposta do organismo de impor um preço máximo para o conjunto motor/caixa de velocidades dos carros no Mundial de Fórmula 1.

© Brendan McDermid / Reuters

A FIA emitiu um comunicado em que revela um conjunto de medidas não definitivas, com o objetivo de reduzir os custos das equipas participantes no campeonato, que a Ferrari recusou.

"As medidas foram submetidas a votação e aprovadas com uma larga maioria. Contudo, a Ferrari decidiu opor-se e exercer o direito de veto que lhe é reconhecido há muito tempo pelos acordos que regem a administração da Fórmula 1", pode ler-se no comunicado.

Estas medidas surgem a partir de um estudo feito pelo grupo estratégico do organismo, composto por representantes das seis equipas mais importantes, em conjunto com a Formula One Management (FOM), entidade gestora da competição, que propõe estabelecer um teto global de custos, reduzir custos através de regulamentos técnicos e desportivos e aumentar a uniformização das peças dos carros.

"No interesse do campeonato, a FIA optou por não contestar juridicamente a utilização do direito de veto por parte da Ferrari. Como resultado, a FIA vai consultar o conjunto de agentes da F1 tendo em vista a introdução do motor cliente que vai estar disponível a partir de 2017", acrescenta o organismo que tutela o automobilismo mundial.

O organismo acredita que, "depois da consulta, pode realizar-se um concurso para o motor cliente cujo custo seria muito menor do que a unidade atual".

A FIA convidou ainda todas as equipas a contribuírem "positivamente para o sucesso desta abordagem através de propostas e iniciativas" que tenham em conta o interesse da competição e o seu futuro a longo prazo.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.