sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do Galatasaray promete equipa ao ataque na Luz

O treinador do Galatasaray, Hamza Hamzaoglu, admitiu esta segunda-feira que vai para o jogo da quarta jornada do Grupo H da Liga dos Campeões, frente ao Benfica, com o objetivo de vencer, prometendo uma equipa atacante.

"Vamos jogar para a vitória, mas não vamos menosprezar as qualidades do Benfica. Eles têm jogadores individualmente muito fortes, principalmente no ataque, mas também vejo que têm algumas fragilidades na defesa", afirmou o técnico turco.

"Vamos jogar para a vitória, mas não vamos menosprezar as qualidades do Benfica. Eles têm jogadores individualmente muito fortes, principalmente no ataque, mas também vejo que têm algumas fragilidades na defesa", afirmou o técnico turco.

JOSE SENA GOULAO / Lusa

"Vamos jogar para a vitória, mas não vamos menosprezar as qualidades do Benfica. Eles têm jogadores individualmente muito fortes, principalmente no ataque, mas também vejo que têm algumas fragilidades na defesa", afirmou o técnico turco.

Depois de vitória (2-1) sobre os 'encarnados' no seu reduto, no jogo da terceira jornada, Hamzaoglu lembrou que uma derrota deixa a sua equipa dependente de terceiros para 'sonhar' com os oitavos de final, motivo pelo qual espera, pelo menos, pontuar.

Sobre se pensou o jogo em torno das principais individualidades do Benfica, como o argentino Gaintan, o treinador diz que nunca 'monta' o esquema da equipa em função de uma individualidade, preferindo pensar a sua equipa como um todo.

Na sala de imprensa do Estádio da Luz esteve também o médio internacional turco Selçuk Inan que disse esperar repetir um bom resultado frente ao Benfica, num jogo que diz ser "decisivo" para definir quem segue em frente na competição.

"O jogo pode ser decisivo para saber quem passa à fase seguinte e em que posição. O nosso desejo é ganhar, mas se não der para ganhar vamos tentar não perder", disse.

O Grupo H é atualmente liderado pelos espanhóis do Atlético de Madrid, com os mesmos seis pontos de Benfica, que segue no segundo posto. Com quatro pontos, no terceiro posto, seguem os turcos do Galatasaray, com o cazaques do Astana, com um ponto, no último posto.

O jogo entre Benfica e Galatasaray tem inicio previsto para as 19:45 de terça-feira.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.