sicnot

Perfil

Desporto

Investigadores apontam para crime no desaparecimento de velocista bielorrussa

A polícia bielorrussa anunciou esta quarta-feira ter aberto um processo de inquérito por morte após o desaparecimento da velocista olímpica Yulia Balykina, de 31 anos, de sua casa a 28 de outubro, e ter já detido um suspeito russo.

Várias vezes campeã da Bielorrússia nos 100 metros, Yulia Balykina participou nos Jogos Olímpicos Londres 2012, tanto na prova da sua especialidade como na estafeta dos 4x100 metros. (Arquivo)

Várias vezes campeã da Bielorrússia nos 100 metros, Yulia Balykina participou nos Jogos Olímpicos Londres 2012, tanto na prova da sua especialidade como na estafeta dos 4x100 metros. (Arquivo)

Anja Niedringhaus / AP

"Os investigadores dispõem de elementos que apontam que o desaparecimento teve natureza criminal", defendem os responsáveis pelo processo ao desaparecimento de Yulia Balykina, que acrescentam ter já detido um suspeito russo, de 28 anos.

Várias vezes campeã da Bielorrússia nos 100 metros, Yulia Balykina participou nos Jogos Olímpicos Londres 2012, tanto na prova da sua especialidade como na estafeta dos 4x100 metros.

Suspensa por dois anos em 2013, por doping, Yulia Balykina, que trabalhava nas escolas de atletismo do Dínamo de Minsk, desapareceu de sua casa a 28 de outubro e desde então nunca mais foi vista.

"Procurámos nas florestas, campos e pântanos da região de Minsk, mas sem ter sido obtido qualquer resultado", referem ainda os investigadores.

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC