sicnot

Perfil

Desporto

Investigadores apontam para crime no desaparecimento de velocista bielorrussa

A polícia bielorrussa anunciou esta quarta-feira ter aberto um processo de inquérito por morte após o desaparecimento da velocista olímpica Yulia Balykina, de 31 anos, de sua casa a 28 de outubro, e ter já detido um suspeito russo.

Várias vezes campeã da Bielorrússia nos 100 metros, Yulia Balykina participou nos Jogos Olímpicos Londres 2012, tanto na prova da sua especialidade como na estafeta dos 4x100 metros. (Arquivo)

Várias vezes campeã da Bielorrússia nos 100 metros, Yulia Balykina participou nos Jogos Olímpicos Londres 2012, tanto na prova da sua especialidade como na estafeta dos 4x100 metros. (Arquivo)

Anja Niedringhaus / AP

"Os investigadores dispõem de elementos que apontam que o desaparecimento teve natureza criminal", defendem os responsáveis pelo processo ao desaparecimento de Yulia Balykina, que acrescentam ter já detido um suspeito russo, de 28 anos.

Várias vezes campeã da Bielorrússia nos 100 metros, Yulia Balykina participou nos Jogos Olímpicos Londres 2012, tanto na prova da sua especialidade como na estafeta dos 4x100 metros.

Suspensa por dois anos em 2013, por doping, Yulia Balykina, que trabalhava nas escolas de atletismo do Dínamo de Minsk, desapareceu de sua casa a 28 de outubro e desde então nunca mais foi vista.

"Procurámos nas florestas, campos e pântanos da região de Minsk, mas sem ter sido obtido qualquer resultado", referem ainda os investigadores.

Lusa

  • Infarmed muda-se para o Porto

    País

    A sede da Autoridade Nacional do Medicamento vai ser deslocalizada de Lisboa para o Porto. O anúncio acontece um dia depois da Cidade Invicta ter sido eliminada da corrida para acolher a nova sede da Agência Europeia do Medicamento.

  • Racionamento da água é medida de último recurso
    2:35
  • "Estamos Vivos": o processo de reabilitação depois dos incêndios
    1:22
  • Juiz deixa suspeito de violação em liberdade
    2:42