sicnot

Perfil

Desporto

Marco Silva refere sucesso do Olympiacos como resultado de "trabalho árduo"

O treinador português do Olympiacos, Marco Silva, afirmou hoje que o facto de equipa grega estar a um ponto da qualificação para os 'oitavos' da Liga dos Campeões de futebol se deve a "trabalho árduo".

(Arquivo)

(Arquivo)

© Ina Fassbender / Reuters

A par do Bayern de Munique, com nove pontos, na liderança do Grupo F, a equipa grega venceu hoje venceu o Dínamo de Zagreb por 2-1 e deu um passo importante para a fase seguinte, contrariando a ideia de que os alemães e o Arsenal "eram os favoritos quando a prova começou", referiu o técnico, após o encontro.

"Talvez tenhamos surpreendido muita gente, mas lutámos em todos os jogos para os resultados aparecerem", afirmou Marco Silva.

Segundo o técnico, a equipa grega "sabe sofrer quando tem que o fazer", sendo que a posição em que se encontra "é o resultado de trabalho árduo".

Com quatro portugueses em jogo, o Olympiacos deu a volta a uma desvantagem ao intervalo (golo do bósnio Hodzic, aos 21) para ganhar por 2-1, graças a um bis do colombiano Felipe Pardo (65 e 90), ex-Sporting de Braga.

Pardo entrou aos 64 minutos, para o lugar do português Hernâni, para resolver um jogo que parecia mal encaminhado para o emblema grego. Os lusos em ação pelo Kiev foram Eduardo, Gonçalo e Paulo Machado, todos titulares.

Dínamo de Zagreb e Arsenal são terceiro e quartos classificados, respetivamente, ambos com três pontos apenas.

Lusa

  • Parabéns! Portugal faz hoje 839 anos

    País

    É dia de cantar os parabéns. Portugal celebra esta quarta-feira 839 anos, depois de a 23 de maio de 1179 o Papa Alexandre III ter emitido a bula "Manifestis Probatum" onde reconhece o território como reino independente.

    SIC

  • Cachalote-pigmeu morreu pouco tempo depois de dar à costa em Lisboa
    1:13
  • Presidente da República apoia reforma "quanto antes" do Tribunal de Contas
    1:13

    País

    O Presidente da República defendeu esta manhã uma reforma do Tribunal de Contas para que se adeque a lei que prevê o controlo das entidades públicas. Para Marcelo Rebelo de Sousa, se a lei der melhores meios de controlo e for de mais rápida aplicação, vai dissuadir casos de má gestão de dinheiros públicos que acabam por resultar em crimes.

  • PSD compara SNS a um "cenário de guerra", Centeno desdramatiza
    2:44

    Economia

    O ministro das Finanças esteve esta amanhã no Parlamento e voltou a não comprometer-se com aumentos salariais na função pública no próximo ano. Deu mesmo a entender que a medida não é prioritária. A discussão passou também pelo Serviço Nacional de Saúde. Centeno desdramatizou as carências mas o PSD comparou o que s passa a um cenário de guerra.