sicnot

Perfil

Desporto

Marc Márquez confessa ter vivido uma das semanas mais difíceis da vida

O espanhol Marc Márquez, que protagonizou com o italiano Valentino Rossi o caso que abalou o Grande Premio da Malásia de MotoGP, reconheceu hoje que a semana em curso foi uma das mais difíceis da sua vida.

© Heino Kalis / Reuters

"Sinceramente foi uma das semanas mais difíceis da minha vida, apesar de ter tentado, depois da Malásia, esquecer-me de tudo o que se passou, mas não consegui", disse o bicampeão mundial, que foi acusado de tentar beneficiar o seu compatriota Jorge Lorenzo, colega de equipa de Valentino Rossi na Yamaha, na luta pela conquista do Mundial de motociclismo.

O piloto da Repsol confessou só estar arrependido de não ter terminado a corrida no Grande Prémio da Malásia, na qual foi projetado numa curva para fora da pista por Valentino Rossi, e prometeu que este fim de semana irá fazer tudo para ganhar o GP de Valência ou garantir um lugar no pódio.

Para Márquez a experiência por que passou foi "dura", mas admitiu que esta época tem sido "uma aprendizagem que o fará evoluir" e considerou que, "às vezes, ficar em terceiro ou quarto lugar é bom, tendo em conta a duração da temporada".

"O meu grande erro este ano foram as primeiras seis corridas, nas quais poderia ter gerido melhor a situação", explicou Márquez, que admitiu que a sua relação com Valentino Rossi possa vir a ser "normalizada no futuro", a despeito do episódio em que estiveram envolvidos no Grande Prémio da Malásia.

Mostrou mesmo compreensão com a atitude de Rossi no Grande Prémio da Malásia: "Mais tarde ou mais cedo poderei voltar a falar com Valentino para que tudo volte à normalidade. Compreendo a sua posição, luta na pista pela conquista do campeonato com Lorenzo e é lá que o tem de bater".

Sobre a corrida de domingo, ainda que seja cedo para falar nela, garantiu que, caso Jorge Lorenzo vá na dianteira, tentará ultrapassá-lo, porque é esse o seu "espírito e mentalidade", o de procurar sempre "ser bom naquilo que faz".

Questionado se tinha falado com Jorge Lorenzo e Valentino Rossi antes da prova, negou que o tivesse feito, prometendo que irá lutar contra ambos porque é isso que faz em todas as provas, lutar pelo melhor resultado possível dando sempre cem por cento, "fatura" que, por vezes, "paga" com quedas.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC