sicnot

Perfil

Desporto

Marc Márquez confessa ter vivido uma das semanas mais difíceis da vida

O espanhol Marc Márquez, que protagonizou com o italiano Valentino Rossi o caso que abalou o Grande Premio da Malásia de MotoGP, reconheceu hoje que a semana em curso foi uma das mais difíceis da sua vida.

© Heino Kalis / Reuters

"Sinceramente foi uma das semanas mais difíceis da minha vida, apesar de ter tentado, depois da Malásia, esquecer-me de tudo o que se passou, mas não consegui", disse o bicampeão mundial, que foi acusado de tentar beneficiar o seu compatriota Jorge Lorenzo, colega de equipa de Valentino Rossi na Yamaha, na luta pela conquista do Mundial de motociclismo.

O piloto da Repsol confessou só estar arrependido de não ter terminado a corrida no Grande Prémio da Malásia, na qual foi projetado numa curva para fora da pista por Valentino Rossi, e prometeu que este fim de semana irá fazer tudo para ganhar o GP de Valência ou garantir um lugar no pódio.

Para Márquez a experiência por que passou foi "dura", mas admitiu que esta época tem sido "uma aprendizagem que o fará evoluir" e considerou que, "às vezes, ficar em terceiro ou quarto lugar é bom, tendo em conta a duração da temporada".

"O meu grande erro este ano foram as primeiras seis corridas, nas quais poderia ter gerido melhor a situação", explicou Márquez, que admitiu que a sua relação com Valentino Rossi possa vir a ser "normalizada no futuro", a despeito do episódio em que estiveram envolvidos no Grande Prémio da Malásia.

Mostrou mesmo compreensão com a atitude de Rossi no Grande Prémio da Malásia: "Mais tarde ou mais cedo poderei voltar a falar com Valentino para que tudo volte à normalidade. Compreendo a sua posição, luta na pista pela conquista do campeonato com Lorenzo e é lá que o tem de bater".

Sobre a corrida de domingo, ainda que seja cedo para falar nela, garantiu que, caso Jorge Lorenzo vá na dianteira, tentará ultrapassá-lo, porque é esse o seu "espírito e mentalidade", o de procurar sempre "ser bom naquilo que faz".

Questionado se tinha falado com Jorge Lorenzo e Valentino Rossi antes da prova, negou que o tivesse feito, prometendo que irá lutar contra ambos porque é isso que faz em todas as provas, lutar pelo melhor resultado possível dando sempre cem por cento, "fatura" que, por vezes, "paga" com quedas.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.