sicnot

Perfil

Desporto

Rúben Neves e Gonçalo Guedes candidatos a melhor jovem jogador da Europa

Os futebolistas portugueses Rúben Neves (FC Porto) e Gonçalo Guedes (Benfica) encontram-se entre os 40 nomeados para o Golden Boy, prémio para o melhor jogador jovem a atuar na Europa.

Os dois internacionais sub-21, ambos com 18 anos de idade, concorrem ao galardão atribuído pelo jornal italiano Tuttosport, que é decidido com o voto de 30 jornalistas de vários países do Mundo. (Arquivo)

Os dois internacionais sub-21, ambos com 18 anos de idade, concorrem ao galardão atribuído pelo jornal italiano Tuttosport, que é decidido com o voto de 30 jornalistas de vários países do Mundo. (Arquivo)

© Miguel Vidal / Reuters

Os dois internacionais sub-21, ambos com 18 anos de idade, concorrem ao galardão atribuído pelo jornal italiano Tuttosport, que é decidido com o voto de 30 jornalistas de vários países do Mundo.

Nunca nenhum futebolista português conquistou o prémio 'Golden Boy', destinado a jogadores com menos de 21 anos, inclusive, tendo já sido premiados, entre outros, o inglês Wayne Rooney (2004), os argentinos Lionel Messi (2005) e Sergi Aguero (2007) e o francês Paul Pogba (2013).

O também gaulês Anthony Martial, que se transferiu no defeso passado do Mónaco para o Manchester United, por cerca de 50 milhões de euros, é um dos concorrentes de peso dos atletas lusos, tal como o belga Origi (Liverpool) e o inglês Luke Shaw (Manchester United).

Lusa

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.