sicnot

Perfil

Desporto

Rio Ave bate Paços de Ferreira e garante oitavos da Taça de Portugal

O Rio Ave garantiu a última vaga nos oitavos de final da Taça de Portugal de futebol, após vencer hoje em casa do Paços de Ferreira, por 2-1, numa eliminatória em que a eficácia fez toda a diferença.

Lusa

Lusa

JOS\303\211 COELHO

Os vila-condenses adiantaram-se no marcador por Marcelo, de cabeça, aos 23 minutos, e voltaram a marcar por Heldon, com um remate colocado dentro da área, aos 35, uma diferença atenuada pelo Paços de Ferreira na segunda parte, num remate de Hélder Lopes, aos 64.

A eliminatória fica marcada pela eficácia do Rio Ave, com praticamente 100 por cento de aproveitamento, face a um Paços que correu muito, embora nem sempre bem, mas que, pela segunda parte realizada, justificava o prolongamento.

As duas equipas jogaram para ganhar, mas o Rio Ave, com melhor organização em campo, não precisou de fazer muito para chegar ao golo, limitando-se a aproveitar as oportunidades.

Aos 22 minutos, Marvin acelerou pela esquerda, deixando Ricardo para trás, e centrou, mas o cabeceamento de Héldon foi parado por Rafael Defendi para canto. Na sequência do mesmo, Marcelo aproveitou alguma passividade dos locais e cabeceou certeiro, inaugurando o marcador.

O Paços, que voltou a perder pela segunda vez esta época com o Rio Ave na Capital do Móvel (foi derrotado por 3-0 para a I Liga), trocava a bola, conseguia algumas movimentações interessantes, mas faltava-lhe definição no último terço e a assertividade que Héldon revelou aos 35 minutos, ao 'fuzilar' Defendi, após lançamento lateral.

A segunda parte foi diferente e mostrou um Paços mais pressionante e rápido sobre a bola, capitalizando a velocidade de Edson Farias, que substituiu ao intervalo Barnes, e o primeiro sinal da 'revolta' pacense surgiu aos 50 minutos, num cabeceamento de Ricardo ao ferro da baliza de Cássio.

O guarda-redes brasileiro do Rio Ave, que já representou os pacenses, foi decisivo aos 67 minutos, anulando o remate para golo de Diogo Jota, que valia o empate, depois de Hélder Lopes, três minutos antes, com um remate na passada, ter reduzido a desvantagem no marcador.

Os locais galvanizaram-se com o golo e voltaram a estar perto do empate, num livre em que a bola sofreu um desvio e passou junto ao poste e, já nos descontos, num novo remate de Diogo Jota, que Cássio, uma vez mais, defendeu para canto.

Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14