sicnot

Perfil

Desporto

Comité de ética da FIFA abre processos a Blatter e Platini

O departamento de julgamento do comité de ética da FIFA abriu esta segunda-feira processos ao presidente demissionário do organismo, Joseph Blatter, e ao líder da UEFA, Michel Platini, ambos suspensos provisoriamente por 90 dias.

Michel Platini foi suspenso provisoriamente por 90 dias pelo Comité de Ética da FIFA a 8 de outubro deste ano, por implicação no escândalo de corrupção que atinge a instituição, tal como o presidente demissionário do organismo, o suíço Joseph Blatter. (Arquivo)

Michel Platini foi suspenso provisoriamente por 90 dias pelo Comité de Ética da FIFA a 8 de outubro deste ano, por implicação no escândalo de corrupção que atinge a instituição, tal como o presidente demissionário do organismo, o suíço Joseph Blatter. (Arquivo)

Szilard Koszticsak / AP

"Foi aberto um processo formal de contencioso contra Joseph Blatter e Michel Platini com base nos relatórios finais apresentados pelo departamento de investigação", refere o comunicado, acrescentando que se pretende "uma decisão em ambos os casos durante o mês de dezembro".

A comissão de ética da FIFA investiga Michel Platini pelo recebimento de 1,8 milhões de euros em 2011 de Joseph Blatter para pagar um trabalho de aconselhamento realizado em 2002.

O antigo internacional francês Michel Platini, de 60 anos, está suspenso de toda a atividade ligada ao futebol até 5 de janeiro de 2016 e o seu processo de candidatura à presidência da FIFA, que terá eleições a 26 de fevereiro, encontra-se em suspenso.

Concorrem à presidência da FIFA o suíço Gianni Infantino, braço direito de Platini e secretário-geral da UEFA, o francês Jérôme Champagne, o jordano Ali Bin Al Hussein, Salman bin Ebrahim Al Khalifa, do Kuwait, e o sul-africano Tokyo Sexwale.

Michel Platini foi suspenso provisoriamente por 90 dias pelo Comité de Ética da FIFA a 8 de outubro deste ano, por implicação no escândalo de corrupção que atinge a instituição, tal como o presidente demissionário do organismo, o suíço Joseph Blatter, o secretário-geral, o francês Jérôme Valcke.