sicnot

Perfil

Desporto

Medidas de segurança reforçadas na véspera do FC Porto-Dínamo Kiev

As medidas de segurança no Estádio do Dragão foram reforçadas na véspera do jogo com o Dínamo de Kiev, da Liga dos Campeões, devido a possíveis atentados terroristas na Europa, confirmou à Lusa fonte do FC Porto.

O FC Porto recebe esta terça-feira, no Estádio do Dragão, os ucranianos do Dínamo de Kiev, em jogo da 5ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

O FC Porto recebe esta terça-feira, no Estádio do Dragão, os ucranianos do Dínamo de Kiev, em jogo da 5ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

FERNANDO VELUDO / Lusa

De acordo com a mesma fonte, este é "um procedimento normal tendo em conta ao que tem vindo a acontecer pela Europa, nomeadamente em espetáculos de grande dimensão".

Em dia de conferências de imprensa de antevisão do jogo entre o FC Porto e o Dínamo de Kiev, além do reforço de seguranças no interior e nas imediações do estádio, todos os jornalistas, portugueses e estrangeiros, foram sujeitos a revista, ao contrário do habitual.

Para o dia do jogo as medidas de seguranças previstas são as mesmas que habitualmente existem nos restantes jogos da prova europeia.

O FC Porto recebe esta terça-feira, no Estádio do Dragão, os ucranianos do Dínamo de Kiev, em jogo da 5ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, e que se prevê com lotação quase esgotada.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.