sicnot

Perfil

Desporto

Villas-Boas destaca importância do triunfo sobre o Valência

O treinador André Villas-Boas considerou esta terça-feira que a vitória do Zenit São Petersburgo sobre o Valência, por 2-0, na Liga dos Campeões de futebol, é um importante resultado para a imagem do clube russo.

"O mais importante é que conseguimos uma vitória em casa, ao contrário do que aconteceu no ano passado, além de termos vencido também em Valência. Esse triunfo estabeleceu a forma como encarámos o jogo de hoje. Estamos muito satisfeitos com o desfecho e tentaremos ganhar no último jogo", disse o técnico português.

"O mais importante é que conseguimos uma vitória em casa, ao contrário do que aconteceu no ano passado, além de termos vencido também em Valência. Esse triunfo estabeleceu a forma como encarámos o jogo de hoje. Estamos muito satisfeitos com o desfecho e tentaremos ganhar no último jogo", disse o técnico português.

© Robert Pratta / Reuters

"Penso que para nós o jogo começou muito bem, fizemos uma maravilhosa primeira parte. Estivemos bem a nível posicional e no contra-ataque. Na segunda parte, houve momentos em que nos sentimos desconfortáveis. No entanto, os nossos jogadores estão a jogar de forma inteligente, conseguiram um grande resultado para o Zenit, para o futebol russo e para a nossa imagem", resumiu o técnico português.

Com o triunfo caseiro de hoje, frente ao Valência de Nuno Espírito Santo, a equipa russa assegurou o primeiro lugar do Grupo H da Liga dos Campeões, mas André-Villas Boas quis recordar "as situações difíceis" que o Zenit atravessou durante a fase de grupos.

"O mais importante é que conseguimos uma vitória em casa, ao contrário do que aconteceu no ano passado, além de termos vencido também em Valência. Esse triunfo estabeleceu a forma como encarámos o jogo de hoje. Estamos muito satisfeitos com o desfecho e tentaremos ganhar no último jogo", concluiu.

Lusa

  • Acordo de concertação social assinado por todos os parceiros

    Economia

    Está assinado o acordo da Concertação Social que estipula a descida da TSU para as empresas como contrapartida do aumento do salário mínimo. Ao contrário do que é habitual, o momento não foi assinalado na sede do Conselho Económico e Social (CES), mas as assinaturas foram divulgadas no Twitter.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.