sicnot

Perfil

Desporto

Jogador de futebol americano baleado em Miami

O jogador de futebol americano Stedman Bailey, da equipa St. Louis Reims, foi alvejado em Miami e encontra-se "em estado crítico, mas estável", comunicou o seu clube.

Bailey, que se encontrava suspenso por quatro jogos na Liga de futebol americano, por abuso de substâncias, estaria num carro com outros familiares, entre quais duas crianças, quando o incidente ocorreu, na terça-feira.

"Está no hospital em estado crítico, mas estável. Estamos a recolher informação e a mesma será comunicada assim que soubermos mais", adiantou o clube em comunicado, chegando a dizer que falou com Steadman.

A imprensa revela que o jogador estaria com a sua família, duas crianças e um primo, quando um outro carro parou de lado e começaram os disparos, com o jogador a ser baleado, por duas vezes, na cabeça.

É também avançado que o primo do jogador, que tentou proteger as crianças, foi atingido várias vezes e este encontra-se em risco de vida.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.