sicnot

Perfil

Desporto

Marco Silva diz que Olympiacos já pensa no jogo com o Arsenal

O treinador do Olympiacos, Marco Silva, assumiu esta terça-feira que a goleada com o Bayern Munique não é surpreendente, mas que a equipa já pensa no encontro com o Arsenal, da última jornada da Liga dos Campeões de futebol.

"O que aconteceu, aconteceu. A maioria das equipas que vem a Munique perde. Agora estamos a pensar no Arsenal. Vamo-nos tentar preparar da melhor forma. Vamos jogar em casa, o que pode ser uma pequena, mas importante vantagem. Vamos dar o nosso melhor para nos qualificarmos", disse o técnico português.

"O que aconteceu, aconteceu. A maioria das equipas que vem a Munique perde. Agora estamos a pensar no Arsenal. Vamo-nos tentar preparar da melhor forma. Vamos jogar em casa, o que pode ser uma pequena, mas importante vantagem. Vamos dar o nosso melhor para nos qualificarmos", disse o técnico português.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Gostava de começar por dizer que o resultado não é inesperado, especialmente frente a uma equipa que, não apenas esta temporada, mas nos dois últimos anos, tem sido a melhor do mundo", disse o português, após a derrota por 4-0 em Munique.

Apesar de assumir a superioridade do Bayern, Marco Silva lembrou que, aos 52 minutos, o nigeriano Ideye Brown se isolou e podia ter marcado, caso não tivesse sido travado em falta por Holger Badstuber, que foi expulso, dizendo que a equipa podia ter voltado a entrar na discussão do encontro.

O Olympiacos parte para a sexta e última jornada do Grupo F com três pontos de avanço sobre o Arsenal, bastando-lhe um empate para se qualificar para os oitavos de final.

"O que aconteceu, aconteceu. A maioria das equipas que vem a Munique perde. Agora estamos a pensar no Arsenal. Vamo-nos tentar preparar da melhor forma. Vamos jogar em casa, o que pode ser uma pequena, mas importante vantagem. Vamos dar o nosso melhor para nos qualificarmos", disse.

Lusa

  • Queixas sobre comércio online dispararam em 2017

    Economia

    A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) recebeu 1.642 reclamações sobre compras feita pela internet em 2017, numa média de quatro queixas por dia, número que sobe para 8.538 no caso da rede social Portal da Queixa.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Mais de 60% dos jovens não usam preservativo
    1:42
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52