sicnot

Perfil

Desporto

Marco Silva diz que Olympiacos já pensa no jogo com o Arsenal

O treinador do Olympiacos, Marco Silva, assumiu esta terça-feira que a goleada com o Bayern Munique não é surpreendente, mas que a equipa já pensa no encontro com o Arsenal, da última jornada da Liga dos Campeões de futebol.

"O que aconteceu, aconteceu. A maioria das equipas que vem a Munique perde. Agora estamos a pensar no Arsenal. Vamo-nos tentar preparar da melhor forma. Vamos jogar em casa, o que pode ser uma pequena, mas importante vantagem. Vamos dar o nosso melhor para nos qualificarmos", disse o técnico português.

"O que aconteceu, aconteceu. A maioria das equipas que vem a Munique perde. Agora estamos a pensar no Arsenal. Vamo-nos tentar preparar da melhor forma. Vamos jogar em casa, o que pode ser uma pequena, mas importante vantagem. Vamos dar o nosso melhor para nos qualificarmos", disse o técnico português.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Gostava de começar por dizer que o resultado não é inesperado, especialmente frente a uma equipa que, não apenas esta temporada, mas nos dois últimos anos, tem sido a melhor do mundo", disse o português, após a derrota por 4-0 em Munique.

Apesar de assumir a superioridade do Bayern, Marco Silva lembrou que, aos 52 minutos, o nigeriano Ideye Brown se isolou e podia ter marcado, caso não tivesse sido travado em falta por Holger Badstuber, que foi expulso, dizendo que a equipa podia ter voltado a entrar na discussão do encontro.

O Olympiacos parte para a sexta e última jornada do Grupo F com três pontos de avanço sobre o Arsenal, bastando-lhe um empate para se qualificar para os oitavos de final.

"O que aconteceu, aconteceu. A maioria das equipas que vem a Munique perde. Agora estamos a pensar no Arsenal. Vamo-nos tentar preparar da melhor forma. Vamos jogar em casa, o que pode ser uma pequena, mas importante vantagem. Vamos dar o nosso melhor para nos qualificarmos", disse.

Lusa

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.