sicnot

Perfil

Desporto

Herrera diz-se "tranquilo" apesar de não estar no seu "melhor" no FC Porto

O mexicano Hector Herrera disse esta segunda-feira estar "tranquilo" pelo facto de "não estar no melhor" momento da sua carreira, no dia em que recebeu o "Dragão de Ouro" para o melhor futebolista do FC Porto na época passada.

© Duarte Sa / Reuters

Pouco antes da cerimónia de entrega dos galardões do universo 'azul e branco', que decorre ainda no pavilhão Dragão Caixa, o médio falou aos jornalistas, a quem disse que "o importante é trabalhar muito mais para estar melhor quando a equipa precisar".

"Estou muito orgulhoso por ter conquistado este prémio, sendo esta a minha primeira gala e espero que não seja a última, para ser um exemplo no clube", disse o jogador mexicano.

Sobre o momento da equipa, que muito sofreu para vencer, no sábado, o último classificado (Tondela, por 1-0), afirmou: "Estamos todos tranquilos e conscientes nas provas em que estamos empenhados."

"O campeonato é o nosso principal objetivo e acho que vamos conseguir atingi-lo", concluiu o Futebolista do Ano, que foi parceiro de Jackson Martinez, colombiano que conquistou o galardão de Atleta do Ano.

Outro dos galardoados da noite foi o andebolista Gilberto Duarte, que disse se sentir "muito honrado pelo reconhecimento que é receber um Dragão de Ouro, pois é o reconhecimento máximo" daquele clube.

Sobre a atual temporada, referiu que está a ser "uma grande aventura", tendo em conta que "mudou o treinador, alguns jogadores e até o modelo de jogo".

Lusa

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.