sicnot

Perfil

Desporto

Sporting com lucros de 74 mil euros no primeiro trimestre da temporada

A Sporting SAD registou um resultado líquido positivo de 74 mil euros no primeiro trimestre, terminado em setembro, uma redução face aos 24,62 milhões de euros registados no mesmo período do ano passado.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuter

Em comunicado enviado na segunda-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD 'leonina' revela ter registado 74 mil euros neste primeiro trimestre fiscal, contra os 24,62 milhões de euros registados entre julho e setembro de 2014.

Em relação aos proveitos operacionais, o Sporting refere que o aumento verificado na rubrica vendas e prestações de serviços, de 8,5 para 12,6 milhões de euros, "é sobretudo reflexo de no primeiro trimestre do exercício anterior não estar ainda integrada a Sporting -- Património e Marketing (SPM) nas contas da Sporting SAD, originando uma melhoria das receitas com bilheteira e bilhetes de época com um aumento de 1,086 milhões de euros e de equipamentos e merchandising, no valor de 1,64 milhões de euros, apresentando também uma melhoria das receitas obtidas com direitos televisivos de 233 mil de euros".

A eliminação prematura na Liga dos Campeões causou uma diminuição na rubrica 'outros rendimentos e ganhos', que passou de 9,12 para 7,56 milhões de euros.

A SAD do Sporting justificou ainda o aumento nos gastos com pessoal, sublinhando que "de facto, tendo sido ultrapassadas as iniciais dificuldades decorrentes do processo de reestruturação e considerando o conselho de administração fundamental para a recuperação do posicionamento de liderança da Sporting SAD, e estando em curso no curto e médio prazos revisões ou renovações de contratos de significativa importância para a sociedade, entendeu-se ser o momento de se avançar para o referido investimento".

Já sobre as mais-valias, a Sporting SAD refere que no primeiro trimestre de 2015/16 não foram registadas mais-valias significativas, salientando as de Naby Sarr e de Shikabala, o que compara com transações de passes de jogadores no montante de 19,169 milhões de euros no exercício anterior, associadas à alienação dos direitos desportivos dos jogadores Marcos Rojo, Eric Dier e Fito Rinaudo.

Lusa