sicnot

Perfil

Desporto

FIFA recusa recurso direto de Platini para Tribunal Arbitral do Desporto

A justiça interna da FIFA recusou hoje conceder a Michel Platini a possibilidade de recorrer ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) para contestar a suspensão de oito anos de todas as atividades ligadas ao futebol que lhe foi decretada.

O anúncio foi feito em comunicado pelos advogados do francês, que se dizem vítimas de "sabotagem".

"Impedido pela FIFA de recorrer diretamente ao TAS (...), Michel Platini e a sua equipa denunciam uma sabotagem que visa impedir a sua eleição para a presidência da FIFA", pode ler-se.

Para poder recorrer diretamente nesta fase ao TAS, Platini necessitava do acordo da FIFA -- quando receber os fundamentos da sanção que lhe foi decretada, o presidente suspenso da UEFA pode apenas recorrer para a instância de recursos da própria FIFA e aguardar o seu veredito.

A recusa da FIFA em viabilizar o recurso direto ao TAS torna ainda mais remota a possibilidade de Platini se apresentar como candidato à sucessão de Joseph Blatter, nas eleições para a presidência da FIFA agendadas para 26 de fevereiro.

Já hoje, Platini tinha afirmado ser sua intenção "lutar de tribunal em tribunal" contra o que considera "uma injustiça" a que está a ser submetido.

A justiça interna da FIFA condenou na segunda-feira Michel Platini à suspensão por oito anos de todas as atividades ligadas ao futebol por ter recebido um pagamento de 1,8 milhões de euros em 2011 do também suspenso presidente da FIFA, Joseph Blatter, por alegados serviços de consultadoria prestados em 2002.

O pagamento em 2011 por serviços prestados em 2002 foi efetuado com base num contrato oral, de acordo com Platini, um tipo de compromisso aceite na Suíça.

A justiça interna da FIFA considerou ter existido "abuso de posição" e "conflito de interesses" no caso julgado, infrações que levaram à suspensão em tudo semelhante de Joseph Blatter.

"Os membros da comissão de Ética [da FIFA] estão mais empenhados numa questão de calendário - para me impedir de me apresentar a tempo à eleição para a presidência da FIFA -- e na maledicência do que na ética. Não são éticas, são patéticas", afirmou Platini.

A acusação interna da FIFA neste processo começou por pedir o afastamento vitalício da antiga estrela francesa de todas as atividades ligadas ao futebol, mas a acusação de corrupção acabou por não se manter, tanto contra Platini como contra Blatter.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.