sicnot

Perfil

Desporto

Hiddink pede sentido crítico aos jogadores para melhorar desempenho do Chelsea

O novo treinador do Chelsea, o holandês Guus Hiddink, pediu hoje aos jogadores que analisem os seus desempenhos e deem o seu melhor para que a equipa possa sair do 15.º lugar da liga inglesa de futebol.

(arquivo/Reuters)

(arquivo/Reuters)

© Reuters Staff / Reuters

"Falei com os jogadores, claro que falamos do passado e das razões pelas quais estou aqui (...). Não podemos ignorar o que aconteceu no passado recente, pedi-lhes que se vissem ao espelho e fossem críticos, para darem o seu melhor à equipa", afirmou o holandês, sucessor de José Mourinho como técnico dos 'blues'.

Hiddink, que já tinha passado pelo Chelsea em 2009, quando substituiu o brasileiro Luiz Felipe Scolari, admitiu que não era suposto ser contratado pelo clube londrino nesta fase da temporada.

"Eu não deveria estar aqui, nesta metade da temporada", disse, acrescentando: "Isso significa que as coisas não estão a ir bem, tal como previsto no início da temporada. De qualquer forma, estou feliz por estar de volta. Há alguns anos estive aqui numa situação semelhante e tentei ajudar", afirmou.

O sucessor de José Mourinho, que deixou o clube por mútuo acordo na quinta-feira passada, garantiu que pretende trabalhar para vencer sem, no entanto, se comprometer.

"Ninguém pode garantir os três pontos a cada semana, mas temos de mostrar a nós próprios, aos adeptos e aos adversários que queremos limpar a imagem no que falta da temporada", afirmou Hiddink em conferência de imprensa.

O técnico holandês recusou-se a comentar um eventual regresso ao clube do costa-marfinense Didier Drogba, que no sábado assistiu ao seu lado á vitória do Chelsea sobre o Sunderland (3-1).

"Trabalhei com ele há cinco ou seis anos, fiquei muito feliz por o ter na equipa. Ele é uma lenda no clube e no mundo. Mas neste momento ele tem contrato com o Montreal Impact [da liga norte-americana, MLS]", afirmou.

Segundo alguma imprensa, Guus Hiddink terá manifestado o desejo de ter Didier Drogba, de 37 anos, na sua equipa técnica.

Guus Hiddink vai sentar-se pela primeira vez no banco do Chelsea, neste regresso ao clube, no sábado frente ao Wattford, no tradicional 'Boxing Day'.

O Chelsea, campeão inglês, contratou o holandês até final da temporada, depois de ter rescindido com o português José Mourinho, que deixou a equipa no 15.º posto da liga inglesa, um ponto acima da zona de despromoção.

Lusa

  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Cão interrompe jornal em direto
    1:00