sicnot

Perfil

Desporto

Elisabete Jacinto mantém terceiro lugar na Africa Eco Race

A piloto portuguesa Elisabete Jacinto manteve esta terça-feira o terceiro lugar da classificação geral na categoria de camiões, no final da sétima etapa da Africa Eco Race, na qual Ricardo Leal dos Santos se atrasou.

Com este resultado, a portuguesa manteve o terceiro posto dos camiões e o 15.º da geral. (Arquivo)

Com este resultado, a portuguesa manteve o terceiro posto dos camiões e o 15.º da geral. (Arquivo)

SIC

Elisabete Jacinto (MAN) cumpriu os 414 quilómetros do setor seletivo, constituídos por pistas de areia e dunas, entre Chami e Amodjar, na Mauritânia, em 05:52.45 horas, terminando a etapa no quinto posto entre os camiões e o 21.º lugar da classificação conjunta auto/camião.

Com este resultado, a portuguesa manteve o terceiro posto dos camiões e o 15.º da geral, a 4:05.37 horas do cazaque Kanat Shagirov (Toyota) e a 3:01.30 do primeiro entre os camiões, o russo Anton Shibalov (Kamaz).

Ricardo Leal dos Santos (Nissan), que na segunda-feira tinha subido à 20.ª posição da classificação geral da oitava edição da Africa Eco Race, atrasou-se e ainda só tinha passado pelo segundo posto de controlo.

Nas motos, os portugueses José Fernando Sousa e José Fernando Sousa Jr., ambos em KTM, terminaram hoje a etapa nos 10.º e nono lugares, a 41.21 minutos e 49.22, respetivamente, do vencedor da tirada, o britânico Andrew Newland (KTM).

Na geral, José Fernando Sousa é 12.º, a 6:41.14 horas do líder, o norueguês Pal Anders Ullevalseter (KTM), enquanto José Fernando Sousa Jr. está um lugar abaixo, a 6:44.34.

Na quarta-feira cumpre-se a oitava etapa do Africa Race, com partida e chegada em Amodjar, ao longo de 498 quilómetros, 377 dos quais cronometrados.

A oitava edição da Africa Eco Race percorre Marrocos, Mauritânia e Senegal até 10 de janeiro de 2016.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28