sicnot

Perfil

Desporto

Benfica com mais adeptos no estádio, Sporting com melhor média de ocupação

O Benfica é o clube com mais adeptos de futebol em casa, com 406.145 na primeira volta, mas o Sporting tem melhor média de ocupação do estádio (74,38 por cento), segundo estatísticas hoje reveladas pela Liga.

© Hugo Correia / Reuters

Em nove jogos, as 'águias' contabilizam uma média de 45.127 espetadores, acima dos 'leões' (37.222 de média, para um total de 297.776), que têm um jogo a menos no seu estádio, e do FC Porto (36.146 de média, para um total de 325.311). No total, a primeira volta teve 1.607.167 de espetadores.

Em termos comparativos, o Sporting lidera na média de ocupação com 74,38 por cento, acima de FC Porto (72,24) e Benfica (69,81): os dados revelam ainda que o Marítimo tem 77,77, número que se justifica no facto de o estádio dos Barreiros ter estado em obras, o que limitou a lotação durante bastantes jogos.

O Benfica participou nos dois jogos com maior assistência do campeonato, no derbi com o Sporting (63.054), derrota (3-0) à oitava jornada, e no arranque do campeonato, nos 4-0 sobre o Estoril (53.285).

O 'clássico' Sporting--FC Porto (2-0) completa o pódio e foi presenciado por 49.382 espetadores, enquanto o FC Porto--Benfica (1-0) foi visto por 49.209, também muito próximo do quinto desafio com maior assistência, na estreia dos portistas na prova, vitória por 3-0 sobre o Vitória de Guimarães (48.509).

O primeiro jogo sem um dos três maiores do futebol português surge apenas em 32.º lugar, o derbi minhoto Vitória de Guimarães--Sporting de Braga (0-1), presenciado por 19.545, seguindo-se o Sporting de Braga--Belenenses (4-0), no 35.º posto, com 14.239.

A primeira jornada foi a que reuniu mais público, nomeadamente 150.296 espetadores no estádio, bem superior à oitava ronda (segunda no 'ranking' com 123.880), do Benfica-Sporting, e à terceira jornada(terceira classificada com 119,025), que também ficou distante da 10.ª (a quarta com 105.202).

Nos 'rankings' negativos, o Estoril-Praia tem um acumulado de apenas 10.556 adeptos em oito jogos em casa, uma média de 16,49 por cento de ocupação, que supera o Belenenses (21.121), com 13,3 por cento, e a Académica (34.854), última com 13,03.

Os 'canarinhos', que ainda não receberam qualquer 'grande', são secundados pelo Moreirense (já defrontou o FC Porto), que tem um acumulado de 15.023 (média de 30,52), com 1.878 por jogo.

O registo revela que apenas sete equipas totalizam médias acima dos 5.000, nomeadamente Benfica (45.127), Sporting (37.222), FC Porto (36.146), Vitória de Guimarães (12.481), Sporting de Braga (10.819), Marítimo (5.600) e Boavista (5.224).

Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Docentes que ficaram indevidamente fora dos concursos ainda não foram colocados
    1:12

    País

    O Sindicato dos Professores do Norte diz que ainda há docentes à espera de serem colocados. Depois de terem contestado os erros nos processos concursais e de lhes ter sido dada razão, uma centena de docentes ainda não está a dar aulas. Para o sindicato, é inadmissível que os docentes paguem pelos erros do Ministério da Educação e exigem que se faça justiça.

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • 245 saltam de ponte de 30m no Brasil para Recorde do Guiness
    1:56