sicnot

Perfil

Desporto

Van Gaal admite que se aborrece e enerva com os jogos do Manchester United

O treinador holandês Louis van Gaal, muito criticado devido às exibições do Manchester United, admitiu hoje em conferência de imprensa que algumas vezes sente-se "aborrecido" e "enervado" durante os jogos da sua equipa.

© Reuters Staff / Reuters

"Há jogos de que gosto e há outros que me sinto aborrecido e enervado por não sermos capazes de ultrapassar a defesa adversária. Isto é o futebol. Nesse momento falta-nos criatividade ofensiva", justificou.

Van Gaal, que chegou ao Manchester United na última época, salientou que não é Alex Ferguson, o conceituado treinador que esteve à frente dos 'red devils' durante 26 anos e conquistou muitos títulos, até se retirar em 2013.

"Somos todos diferentes e não vejo interesse em gritar junto à linha lateral. Acredito na comunicação durante a preparação que fazemos ao longo da semana e acredito nos meus jogadores", disse ainda o treinador holandês.

O técnico reiterou não ver interesse em gritar junto à linha, considerando que pouco se ouve, devido ao barulho, apesar de muitos treinadores o fazerem.

O Manchester United voltou a vencer para a Liga Inglesa a 02 de janeiro, frente ao Swansea (2-1), depois de ter estado oito jogos, desde 21 de novembro, sem qualquer triunfo (quatro empates e quatro derrotas) entre o campeonato e a Liga dos Campeões.

No último sábado a equipa voltou a vencer, na Taça de Inglaterra, graças a uma grande penalidade aos 93 minutos, que permitiu eliminar o Sheffield United (1-0), da terceira divisão, em jogo em Old Trafford.

As estações de televisão chegaram a mostrar um adepto que adormeceu e a saída de muitos outros antes do apito final.

"Certamente pensaram que não marcaríamos e ficou a dever-se também ao trânsito na estrada", justificou o treinador Louis van Gaal.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.