sicnot

Perfil

Desporto

Atlético Madrid vence Rayo Vallecano e segue em frente na Taça do Rei

O Atlético de Madrid, atual líder da Liga espanhola de futebol, venceu esta quinta-feira o Rayo Vallecano por 3-0, confirmando a passagem aos quartos de final da Taça de Espanha.

Correa e Griezmann apontaram os golos dos colchoneros.

Correa e Griezmann apontaram os golos dos colchoneros.

JP GANDUL / Lusa

A equipa na qual alinham os portugueses Zé Castro e Bebé ficou em desvantagem no final da primeira parte, aos 40 minutos, com o argentino Ángel Correa a dar vantagem ao Atlético de Madrid.

Coube ao atacante francês Antoine Griezman sentenciar a partida a favor da equipa comandada por Diego Simeone, marcando aos 80 minutos e depois aos 90+1.

No jogo da primeira mão, o Atlético de Madrid tinha empatado 1-1 na visita ao Rayo Vallecano.

Noutro jogo da segunda mão dos oitavos de final da competição, o Valência foi a Granada derrotar por 3-0 a equipa local.

Numa partida em que os portugueses João Cancelo e Rúben Vezo fizeram parte do 'onze' inicial valenciano, o Valência começou a construir a vantagem aos 42 minutos, pelo médio francês Wilfried Zahibo.

Já na segunda parte, aos 63 minutos, Francisco García ampliou a vantagem para os visitantes, tendo o resultado final ficado fechado aos 84 minutos, quando Pablo Piatti converteu com sucesso uma grande penalidade a favor do Valência.

O Valência já tinha praticamente assegurado a passagem aos quartos de final ao golear por 4-0 o Granada, de Miguel Lopes, com um 'hat trick' de Negredo (08, 63 e 83 minutos), que fez os seus dois últimos tentos de grande penalidade, e um golo do ex-benfiquista Rodrigo (35).

Também apurados para os quartos de final estão Athletic Bilbau, Celta de Vigo, Barcelona, Las Palmas, Mirandes e Sevilha.

Lusa

  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.