sicnot

Perfil

Desporto

Rui Vitória assume que Gaitán dificilmente estará apto para o Estoril

O treinador do Benfica, Rui Vitória, assumiu hoje que Nico Gaitán dificilmente jogará no sábado frente ao Estoril-Praia, na 18.ª jornada da I Liga de futebol, numa partida que espera ganhar perante um adversário que considera difícil.

MANUEL DE ALMEIDA

"Vai ser um jogo contra uma boa equipa. Na primeira volta sentimos dificuldades, ganhámos 4-0, mas só na parte final e isso é revelador do valor do Estoril. É um adversário difícil, mas, depois do que temos feito, não há outro caminho se não pensar em ganhar, esperando que esteja um estádio cheio de benfiquistas", afirmou em conferência de imprensa.

Sobre Nico Gaitán, que tem estado de fora devido a uma lesão no joelho, o técnico das 'águias' explicou que o argentino dificilmente estará pronto para o jogo com o Estoril-Praia, e, acerca de uma possível saída do extremo, sublinhou que, caso isso aconteça, existem soluções.

"O Nico [Gaitán] possivelmente não estará pronto para amanhã (sábado). [Sobre uma possível saída no mercado de 'inverno'] Isso são meras suposições, se acontecer algo com o Nico Gaitán ou com qualquer outro jogador, cá estaremos para arranjar soluções", sublinhou.

Rui Vitória rejeitou um possível favoritismo do Benfica tendo em conta os últimos confrontos com o Estoril-Praia, mas assumiu que a equipa está a passar por "um período bom".

"Este é um período bom em termos do que são os resultados, mas não me preocupa nada o que foi o passado, são equipas diferentes, amanhã é um jogo com uma história diferente, com uma vida própria. A nossa perspetiva é continuar a ganhar, sentimos que a equipa está numa fase de crescer e queremos ganhar os jogos todos", reiterou.

Questionado sobre uma possível ida de Sérgio Conceição, atual treinador do Vitória de Guimarães, para o comando técnico do FC Porto antes de um jogo entre os 'dragões' e os vimaranenses, Rui Vitória foi claro: "Não me preocupa nada, o Benfica necessita de tanta intensidade de mim, que não estou preocupado, isso são contas que não são comigo."

O Benfica, segundo classificado com 40 pontos, desloca-se à Amoreira para defrontar às 20:45 de sábado o Estoril-Praia, 11.º com 20, num encontro que será arbitrado por Vasco Santos, da Associação de Futebol do Porto.

Lusa

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18
  • Jornalista que denunciou corrupção do Governo de Malta morre em explosão

    Mundo

    A jornalista Daphne Caruana Galizia, que acusou o Governo de Malta de corrupção, morreu esta segunda-feira, numa explosão de carro. O ataque acontece duas semanas depois de a jornalista maltesa recorrer à polícia, para dizer que estava a receber ameaças de morte. A morte acontece quatro meses após a vitória do Partido Trabalhista de Joseph Muscat, nas eleições antecipadas pelo primeiro-ministro, após as alegações da jornalista, que o ligavam a si e à sua mulher ao escândalo dos Panama Papers. O casal negou as acusações de que teriam usado uma offshore para esconder pagamentos do Governo do Azerbaijão.