sicnot

Perfil

Desporto

Uli Hoeness sairá em liberdade condicional no final de fevereiro

O ex-presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, sairá a 29 de fevereiro da cadeia, onde cumpre pena por fuga aos impostos, informaram autoridades judicias de Augsburgo, na Alemanha.

© Michaela Rehle / Reuters

Hoeness está preso desde 02 de junho de 2015, depois de ter sido condenado a três anos e meio de cadeia, mas a redução de pena é habitual nos casos em que os reclusos revelam bom comportamento e são alvo de prognóstico de reinserção, segundo informação do tribunal que decidiu a libertade condicional.

O antigo dirigente já só passava as noites na cadeia, pois encontra-se a trabalhar com os escalões de formação do Bayern de Munique, uma das justificações para que o tribunal aceitasse a petição, condicionando-o, no entanto, nos próximos três anos.

Uli Hoeness foi considerado culpado de evasão fiscal no valor de 28,5 milhões de euros, nomeadamente em negócios privados, mas relacionados com a sua função no clube da liga germânica.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47