sicnot

Perfil

Desporto

Valentino Rossi pede mais "respeito" ao colega de equipa Jorge Lorenzo

Valentino Rossi afirmou esta segunda-feira que vai terminar a carreira na Yamaha e pediu "respeito" ao seu colega de equipa, o espanhol Jorge Lorenzo, na próxima temporada de Moto GP, que poderá ser a última do piloto italiano.

"Sempre respeitei o Jorge [Lorenzo], ele respeitou-me um pouco menos. Espero que agora o respeito seja mútuo", disse Rossi (D). (Arquivo)

"Sempre respeitei o Jorge [Lorenzo], ele respeitou-me um pouco menos. Espero que agora o respeito seja mútuo", disse Rossi (D). (Arquivo)

© Issei Kato / Reuters

"Gostava de continuar a competir depois de 2016, mas vamos ver. Mas sei que vou terminar a minha carreira na Yamaha. Quero manter o nível que alcancei durante as duas últimas épocas, é esse o meu objetivo. Veremos se serei capaz de lutar pelo título", afirmou Valentino Rossi, que falava na apresentação da nova Yamaha M1, em Barcelona.

Em 2015, o italiano ficou a cinco pontos de alcançar o seu décimo campeonato, acabando Lorenzo por conquistar o título, num final da temporada polémico entre os dois pilotos da Yamaha.

"Sempre respeitei o Jorge [Lorenzo], ele respeitou-me um pouco menos. Espero que agora o respeito seja mútuo", disse o piloto de 36 anos, que se prepara para a iniciar a sua 15.ª temporada no Moto GP.

No mesmo evento, Lorenzo desvalorizou a rivalidade com Rossi e defendeu que, o mais importante, é a Yamaha voltar a vencer o campeonato de construtores.

"Espero que a próxima época termine como a última, ou seja, com a equipa no primeiro lugar. Espero voltar a conquistar o título, mas se não for eu, que seja o Valentino", referiu o piloto espanhol, acrescentado que não há "qualquer problema" com o seu colega de equipa.

A nova temporada arranca a 20 de março, com o Grande Prémio do Qatar.

Lusa

  • Moção de censura "dá voz à indignação de muitos portugueses"
    1:13

    País

    O CDS entregou, no gabinete do presidente da Assembleia da República, a moção de censura ao Governo. O deputado Nuno Magalhães diz que o documento é a voz de todos os portugueses que ficaram indignados com a falência dos serviços do Estado nos incêndios e acrescenta ainda que cabe agora aos partidos da esquerda avaliarem se houve falhas e se foram graves o suficiente para censurarem o Governo.

  • "Miúdos de 5 e 6 anos a perguntar: a minha casa ardeu, o meu pai está queimado?"
    4:55
  • Presidente visita zonas afetadas pelos fogos
    2:00

    País

    Numa visita inesperada, o Presidente da República esteve esta manhã em Vouzela, um dos concelhos mais atingidos pelos incêndios. Marcelo Rebelo de Sousa vai estar nos próximos dias no distrito de Viseu.

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.