sicnot

Perfil

Desporto

Van Nistelrooy deixa seleção holandesa para ser treinador da formação do PSV

O ex-futebolista holandês Ruud van Nistelrooy vai deixar o cargo de adjunto do selecionador da Holanda para iniciar carreira de treinador nos escalões de formação do PSV, anunciou esta quarta-feira o clube no seu sítio na internet.

O antigo jogador de PSV, Manchester United e Real Madrid, deixará de exercer funções na equipa nacional holandesa como assistente técnico de Guus Hiddink para assumir-se como treinador principal das categorias base do PSV, clube que representou durante três anos. (Arquivo)

O antigo jogador de PSV, Manchester United e Real Madrid, deixará de exercer funções na equipa nacional holandesa como assistente técnico de Guus Hiddink para assumir-se como treinador principal das categorias base do PSV, clube que representou durante três anos. (Arquivo)

© Jon Nazca / Reuters

O antigo jogador de PSV, Manchester United e Real Madrid, deixará de exercer funções na equipa nacional holandesa como assistente técnico de Guus Hiddink para assumir-se como treinador principal das categorias base do PSV, clube que representou durante três anos.

Ruud van Nistelrooy, que terá a seu cargo a equipa B1 do PSV, formada por jogadores entre os 17 e 19 anos, mostrou-se "entusiasmado" com o novo trabalho e com a "experiência valiosa" que significa na sua evolução como treinador.

Marcel Brands, diretor técnico do PSV, deu conta da sua "satisfação e orgulho" pela chegada de Van Nistelrooy e destacou a importância que o clube dá ao contributo de antigos futebolistas que são referências para os jovens e cuja experiência é muito importante na formação.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.