sicnot

Perfil

Desporto

Juiz rejeita queixa contra Neymar no Brasil

A justiça federal de Santos, no Brasil, recusou na quinta-feira uma queixa contra o futebolista Neymar por evasão fiscal e falsificação de documentos, apresentada a 27 de janeiro pelo Ministério Público Federal.

(AP/Arquivo)

(AP/Arquivo)

Shizuo Kambayashi / AP

O juiz Mateus Castelo Branco aceitou o pedido feito pelos advogados do avançado para que o processo não andasse enquanto decorre um inquérito administrativo na Receita Federal para determinar se houve ou não fuga ao fisco.

Na acusação do Ministério Público eram visados também o pai do jogador, Neymar da Silva Santos, o presidente do FC Barcelona, Josep María Bartomeu, e o seu antecessor, Sandro Rosell, uma vez que a investigação recai também sobre a transferência do jogador do Santos para o clube espanhol.

A queixa apresentada pela procuradoria acusa Neymar e o pai de falsificação de uma série de documentos, entre 2006 e 2013, com a intenção de fugir ao pagamento de impostos, utilizando para isso três empresas de gestão de carreira criadas durante aquele período.

Neymar depôs na terça-feira em Madrid durante hora e meia, perante o juiz José de la Mata, na Audiência Nacional, como testemunha, já que em Espanha também se investiga a polémica transferência, que terá lesado o fisco em milhões de euros, através daquelas empresas.

Já em março Neymar tinha estado perante a justiça por um processo interposto pelo fundo DIS, que dizia não ter recebido tudo a que tinha direito pela transferência para o FC Barcelona.

Em setembro do ano passado, a justiça brasileira congelou 188,8 milhões de reais (43,3 milhões de euros) das contas do jogador e do seu pai, bem como de empresas ligadas à família, para garantir o pagamento de dívidas fiscais e possíveis multas.

A investigação a Neymar começou há dois anos no Brasil e o Ministério Público e o Fisco já têm mais de cinco mil páginas de documentação diversa e declarações de implicados.

Lusa

  • Neymar acusado de fraude e evasão fiscal

    Desporto

    O futebolista brasileiro Neymar, atualmente jogador do FC Barcelona, foi acusado pelo Ministério Público Federal de Santos, no Brasil, de fraude e evasão fiscal, no período compreendido entre 2006 a 2013.

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.