sicnot

Perfil

Desporto

Rio Ave e Paços de Ferreira empatam no fecho da 22ª jornada

O Rio Ave e o Paços de Ferreira empataram esta segunda-feira 1-1 e desperdiçaram ambos a oportunidade de chegar ao quinto lugar da I Liga portuguesa de futebol, no jogo que encerrou da 22ª jornada.

Com este resultado, o Paços de Ferreira manteve o sexto lugar, agora com 31 pontos, enquanto o Rio Ave caiu para o oitavo posto, com 29.

Com este resultado, o Paços de Ferreira manteve o sexto lugar, agora com 31 pontos, enquanto o Rio Ave caiu para o oitavo posto, com 29.

ESTELA SILVA / Lusa

Em Vila do Conde, a equipa visitante colocou-se em vantagem, aos 31 minutos, numa grande penalidade marcada por Bruno Moreira, mas o Rio Ave empatou no segundo tempo, aos 50, por Kuka. O avançado do Paços de Ferreira, terceiro melhor marcador do campeonato, com 14 golos, falhou depois outro penálti, aos 62 minutos.

Com este resultado, o Paços de Ferreira está sem ganhar há cinco jornadas e manteve o sexto lugar, agora com 31 pontos, menos um do que o Vitória de Guimarães, que também empatou nesta ronda, enquanto o Rio Ave, vindo de uma igualdade no terreno do líder Sporting, caiu para o oitavo posto, com 29 pontos.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.