sicnot

Perfil

Desporto

Manny Pacquiao diz que se baseou na bíblia para falar dos homossexuais

O pugilista filipino Manny Pacquiao, que recentemente classificou os homossexuais de serem "pior do que os animais", declarações que geraram uma onda de indignação nas redes sociais, afirmou hoje que baseou as suas palavras na bíblia.

"Lutarei com alguém em algum lugar. O combate ocorrerá, provavelmente, antes das eleições. Penso que o acordo está concluído em novembro ou dezembro", disse Pacquiao. (Arquivo)

"Lutarei com alguém em algum lugar. O combate ocorrerá, provavelmente, antes das eleições. Penso que o acordo está concluído em novembro ou dezembro", disse Pacquiao. (Arquivo)

© Steve Marcus / Reuters

"O que eu digo é verdade. Estou apenas a dizer a verdade. É o que a bíblia diz", disse Pacquiao aos jornalistas locais, em General Santos, a cidade natal do pugilista.

O atleta de 37 anos aderiu ao evangelismo em 2010 e garantiu ter sido escolhido por Deus para espalhar a mensagem de Cristo.

No início da semana, Pacquiao pronunciou-se contra os homossexuais numa entrevista concedida a um órgão de comunicação local, em que afirmou que os gays são "pior do que os animais".

"Veem animais a ter relações homossexuais? Os animais são melhores, sabem distinguir o masculino do feminino", disse, quando questionado sobre o que pensava do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

"Se aprovamos [o sexo de] homens com homens e mulheres com mulheres, isso significa que o homem é pior do que um animal", afirmou.

As declarações desencadearam uma onda de indignação nas redes sociais, com inúmeras personalidades a criticarem a postura do pugilista, e levou mesmo a marca desportiva norte-americana Nike a por fim ao contrato promocional que tinha com o pugilista.

Pacquiao é candidato ao senado das Filipinas nas eleições previstas para maio, devendo 'pendurar as luvas' antes dessa data.

O filipino foi campeão mundial em oito categorias de peso diferentes e tem uma marca de 57 vitórias (38 por KO), seis derrotas e dois empates.

Lusa

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Explosão próximo do aeroporto de Damasco

    Mundo

    A televisão do movimento xiita libanês Hezbollah, aliado do regime sírio, noticiou hoje que a explosão ocorrida esta madrugada perto do aeroporto de Damasco "foi provavelmente" resultado de um ataque israelita contra depósitos de combustível.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • "Esta moda bizarra de não vacinar crianças tem tido estas consequências"
    1:43

    Surto de sarampo

    Há mais um caso de sarampo registado pela Direção-Geral da Saúde, no total já são 25. Francisco George garantiu que a situação não é preocupante para as crianças em idade escolar e recomendou uma discussão parlamentar sobre a vacinação. Mais de 11 mil pessoas já assinaram uma petição pública a defender a vacinação obrigatória. 

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.