sicnot

Perfil

Desporto

Manny Pacquiao diz que se baseou na bíblia para falar dos homossexuais

O pugilista filipino Manny Pacquiao, que recentemente classificou os homossexuais de serem "pior do que os animais", declarações que geraram uma onda de indignação nas redes sociais, afirmou hoje que baseou as suas palavras na bíblia.

"Lutarei com alguém em algum lugar. O combate ocorrerá, provavelmente, antes das eleições. Penso que o acordo está concluído em novembro ou dezembro", disse Pacquiao. (Arquivo)

"Lutarei com alguém em algum lugar. O combate ocorrerá, provavelmente, antes das eleições. Penso que o acordo está concluído em novembro ou dezembro", disse Pacquiao. (Arquivo)

© Steve Marcus / Reuters

"O que eu digo é verdade. Estou apenas a dizer a verdade. É o que a bíblia diz", disse Pacquiao aos jornalistas locais, em General Santos, a cidade natal do pugilista.

O atleta de 37 anos aderiu ao evangelismo em 2010 e garantiu ter sido escolhido por Deus para espalhar a mensagem de Cristo.

No início da semana, Pacquiao pronunciou-se contra os homossexuais numa entrevista concedida a um órgão de comunicação local, em que afirmou que os gays são "pior do que os animais".

"Veem animais a ter relações homossexuais? Os animais são melhores, sabem distinguir o masculino do feminino", disse, quando questionado sobre o que pensava do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

"Se aprovamos [o sexo de] homens com homens e mulheres com mulheres, isso significa que o homem é pior do que um animal", afirmou.

As declarações desencadearam uma onda de indignação nas redes sociais, com inúmeras personalidades a criticarem a postura do pugilista, e levou mesmo a marca desportiva norte-americana Nike a por fim ao contrato promocional que tinha com o pugilista.

Pacquiao é candidato ao senado das Filipinas nas eleições previstas para maio, devendo 'pendurar as luvas' antes dessa data.

O filipino foi campeão mundial em oito categorias de peso diferentes e tem uma marca de 57 vitórias (38 por KO), seis derrotas e dois empates.

Lusa

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.