sicnot

Perfil

Desporto

Marvin Zeegelaar, Schelotto e Tobias Figueiredo nos convocados do Sporting

Os defesas Marvin Zeegelaar, Schelotto e Tobias Figueiredo estão de regresso aos convocados do Sporting para a receção de hoje ao Boavista, em jogo da 23.ª jornada da I Liga de futebol (20:00).

O Sporting lidera a Liga, a par de Benfica, ambos com 55 pontos.

O Sporting lidera a Liga, a par de Benfica, ambos com 55 pontos.

PAULO NOVAIS / Lusa

Numa lista alargada a 20 futebolista, o treinador Jorge Jesus promoveu o regresso dos três defesas, em comparação com a lista que escolheu para o jogo de quinta-feira com o Bayer Leverkusen (derrota por 1-0), fazendo sair apenas William Carvalho.

O médio 'leonino' cumprirá castigo no fecho desta jornada, em que os 'leões' tentam retomar ao comando isolado do campeonato. De fora das opções de Jorge Jesus estão Naldo, Paulo Oliveira, Bruno Paulista e Bruno César, lesionados.

O Sporting lidera a Liga, a par de Benfica, ambos com 55 pontos, embora os 'encarnados' com mais um jogo, enquanto o Boavista é 16.º classificado, com 16 pontos.

No jogo de hoje, com início marcado para as 20:00 no Estádio José de Alvalade, a arbitragem estará a cargo de Rui Costa, da Associação de Futebol do Porto.

Lista de 20 convocados:

- Guarda-redes: Rui Patrício e Azbe Jug.

- Defesas: Marvin Zeegelaar, Jefferson, Ewerton, Coates, Rúben Semedo, Tobias Figueiredo, João Pereira, Schelotto e Ricardo Esgaio.

- Médios: Aquilani, João Mário e Adrien.

- Avançados: Slimani, Teo Gutiérrez, Bryan Ruiz, Carlos Mané, Gelson Martins e Matheus Pereira.

Lusa

  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.