sicnot

Perfil

Desporto

Bueno e Martins Indi ainda condicionados no treino do FC Porto

O FC Porto iniciou hoje a preparação do jogo de domingo com o Belenenses, no Restelo, da 24.ª jornada da I Liga de futebol, ainda com o espanhol Bueno e o holandês Martins Indi a treinar de forma condicionada.

Bruno Martins Indi, jogador do Futebol Clube do Porto.

Bruno Martins Indi, jogador do Futebol Clube do Porto.

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com a nota publicada no sítio dos 'dragões', o defesa Martins Indi realizou treino condicionado, além de tratamento e trabalho de ginásio, enquanto o avançado Alberto Bueno voltou a cumprir treino integrado condicionado.

No primeiro treino após a eliminação da Liga Europa, com novo desaire frente aos alemães do Borussia Dortmund, por 1-0, no Dragão, o treinador José Peseiro voltou a chamar o central nigeriano Chidozie, do FC Porto B.

O plantel principal dos portistas volta a treinar pelas 11:30 de sábado, no Estádio do Dragão, com uma sessão para decorrer novamente à 'porta fechada' e finda a qual, pelas 13:15, José Peseiro fará a antecipação do jogo com o Belenenses.

O FC Porto, terceiro classificado da I Liga a seis pontos do líder Sporting e a três do Benfica (2.º), defronta pelas 19:15 de domingo o Belenenses (10.º), em jogo a dirigir pelo árbitro João Capela, da associação de Lisboa.

Lusa

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão