sicnot

Perfil

Desporto

Pedro Proença felicita Infantino pela presidência da FIFA

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, felicitou hoje o ítalo-suíço Gianni Infantino pela eleição para a presidência da FIFA, considerando-o a melhor solução para o futuro do organismo.

Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. (Arquivo)

Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. (Arquivo)

Fernando Veludo / Lusa

"Em nome da Liga Portugal, é com muita satisfação e entusiasmo que felicito a eleição de Gianni Infantino. Conheço bem as qualidades pessoais e institucionais do novo presidente da FIFA e estou certo que se abrirá uma nova etapa na instituição máxima do futebol mundial, rumo a uma realidade mais transparente, moderna e focada nos grandes desafios que se colocam ao futebol internacional", disse, em declarações à agência Lusa.

Gianni Infantino venceu as eleições à segunda volta, sucedendo ao suíço Joseph Blatter.

O secretário-geral da UEFA recebeu, na segunda volta, 115 votos, ficando à frente do xeque Salman bin Ebrahim al-Khalifa (88) e do príncipe jordano Ali bin al Hussein (quatro), enquanto o francês Jérôme Champagne não recolheu qualquer voto.

Infantino é o nono presidente da história da FIFA, sucedendo a Blatter, que, após 17 anos no cargo, deixou a liderança na sequência de um escândalo de corrupção, acabando mesmo por ser suspenso por seis anos.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.