sicnot

Perfil

Desporto

UEFA suspende Galatasaray por uma temporada por incumprimento do fair-play financeiro

O Galatasaray vai ficar impedido de disputar as competições europeias de futebol por uma temporada, sanção a cumprir nas próximas duas épocas, por ter falhado no cumprimento do acordo de 'fair-play' financeiro, anunciou hoje a UEFA.

STR

"O painel de controlo financeiro de clubes da UEFA anunciou hoje ter excluído o Galatasaray da competição da UEFA para as quais se qualifique numa das próximas duas épocas (ou seja, 2016/17 ou 2017/18). Esta decisão foi tomada após o Galatasaray não ter cumprido os termos do acordo de solução assumido em maio de 2014", lê-se no comunicado da UEFA.

A UEFA impôs ainda ao emblema turco com mais títulos de campeão (20) que "limite o custo global de despesas aos lucros com jogadores em cada um dos períodos de referência (um deles a terminar em 2016 e outro em 2017)".

Após 23 jornadas, o Galatasaray ocupa o quinto lugar da Liga turca, com 37 pontos, menos 16 do que o líder Fenerbahçe, treinado pelo português Vítor Pereira, e foi eliminado pelos italianos da Lazio nos 16 avos de final da Liga Europa.

A nível europeu, o atual campeão turco já venceu uma Taça UEFA, em 1999/2000, impondo-se nas grandes penalidades aos ingleses do Arsenal (4-1, após 0-0 no tempo regulamentar), e uma Supertaça, em 2000, com dois golos do brasileiro Mário Jardel no triunfo por 2-1 após prolongamento diante dos espanhóis do Real Madrid, que contava com o luso Luís Figo.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22