sicnot

Perfil

Desporto

Beto rejeitou propostas para sair do Sevilha em janeiro

O internacional português Beto, guarda-redes do Sevilha, revelou hoje que teve propostas para abandonar o clube espanhol na reabertura do "mercado" de transferências, mas optou por ficar, apesar de não estar a ser opção do técnico Unai Emery.

(Arquivo)

(Arquivo)

Ivan Sekretarev / AP

O guardião de 33 anos não joga desde a terceira jornada do campeonato espanhol, em setembro do ano passado, primeiro devido a um grave lesão no joelho direito e, desde janeiro, por decisão do treinador dos andaluzes.

"Estou a treinar nos meus limites, desde janeiro, estou bem fisicamente, estou apto e estou à disposição. A partir daqui é com o treinador. Sempre respeitei as decisões dos treinadores e não sou pago para as comentar. Não vou começar agora a fazê-lo. O que posso e devo dizer aos adeptos do Sevilha é que estou cá e estou com muito orgulho", afirmou Beto.

Em declarações à sua assessoria de imprensa, o guarda-redes português desvendou que teve propostas para sair do Sevilha em janeiro, mas preferiu manter-se em Espanha e "continuar a lutar pela titularidade".

"Há sempre interesse de outros clubes, ainda para mais sabendo da minha situação. Estranho, para mim, seria não haver clubes interessados, já que sou internacional português, tenho três taças europeias conquistadas e estou num grande clube da melhor liga do mundo. Mas preferi ficar, mais uma vez, já que em agosto recusei também uma oferta que mudaria financeiramente a minha vida", disse o guardião.

Formado nas escolas do Sporting, Beto vestiu 11 vezes a camisola da seleção nacional e representou clubes como o FC Porto, Sporting de Braga, Leixões e os romenos do Cluj.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.