sicnot

Perfil

Desporto

Maria Sharapova suspensa provisoriamente a partir de dia 12

A russa Maria Sharapova vai ser suspensa preventivamente a partir de 12 de março, depois de ter tido um controlo antidoping positivo durante o Open da Austrália, anunciou hoje a Federação Internacional de Ténis (ITF).

© Thomas Peter / Reuters

A antiga número mundial, de 28 anos, revelou hoje que teve um controlo positivo a meldonium, uma substância que toma desde 2006, mas que se tornou proibida em este ano, assumindo que não tinha visto a lista atualizada de produtos proibidos.

De acordo com a ITF, a russa foi controlada a 26 de janeiro no Open da Austrália, num teste que revelou a presença do produto proibido, tendo a tenista reconhecido a existência da substância.

Assim, segundo a ITF, por a substância estar entre as proibidas pela Agência Mundial Antidopagem e pelo seu próprio programa antidoping, Maria Sharapova será suspensa preventivamente a partir de 12 de março, até que o caso esteja resolvido.

A russa, de 28 anos e que venceu cinco torneios do 'Grand Slam', foi eliminada nos quartos de final do Open da Austrália, que se disputou no final de janeiro.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.