sicnot

Perfil

Desporto

Sp.de Braga "poupa" para a Europa e perde em Belém

O Sporting de Braga, em modo de poupança para a Liga Europa, perdeu este domingo de vista a Champions, ao perder no terreno do Belenenses por 3-0, à passagem da 26.ª jornada da I Liga de futebol.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Paulo Fonseca entendeu poupar quase todos os habituais titulares, tendo em conta o confronto com os turcos do Fenerbahçe, quinta-feira, para os oitavos de final da Liga Europa, e viu a sua equipa sofrer o pior resultado da época - antes, valia o 0-2 sofrido na receção ao Benfica.

Os bracarenses, com 47 pontos, ainda têm uma vantagem de seis sobre o Arouca, quinto classificado, mas ficaram a 11 do FC Porto (terceiro), dizendo, quase em definitivo, adeus ao play-off de acesso à Liga dos Campeões.

O Belenenses, por sua vez, não ganhava há três jornadas e subiu uma posição, sendo agora 10.º classificado, para o que valeram os tentos de Gonçalo Silva (56 minutos), Miguel Rosa (61) e Tiago Caeiro (66), e colocou-se a quatro pontos do sexto lugar, que dá acesso à Liga Europa.

Oito rondas depois, o Paços de Ferreira voltou a ganhar um jogo no campeonato, o que aconteceu no sempre difícil terreno do Vitória de Guimarães, com um golo de Fábio Cardoso, logo aos três minutos.

Um desfecho que resultou na troca de posições entre as duas equipas, com os pacenses a ocupar o sétimo posto, com 35 pontos, mais um do que o conjunto orientado por Sérgio Conceição, que se viu obrigado a desenhar uma estratégia para toda a segunda parte, que os vitorianos disputaram com 10, por expulsão de João Teixeira, momentos antes do intervalo.

A equipa de Jorge Simão está, também, a um ponto do sexto lugar, que é ocupado pelo Rio Ave, que ontem deu um passo atrás na corrida europeia, após derrota no terreno do Nacional, vencedor por 1-0, graças a um golo do cabo-verdiano Ricardo Gomes, aos 55 minutos.

Os insulares, que se afastaram dos lugares de despromoção (11.º lugar, com 31 pontos), jogaram em superioridade numérica desde os 25 minutos, por expulsão do guardião vila-condense Cássio, responsável por uma grande penalidade desperdiçada, aos 28, por Salvador Agra.

Também ontem, Moreirense e Académica empataram a suas bolas e pouco adiantaram no que diz respeito à luta pela permanência na I Liga, já que a equipa da casa mantém o 14.º posto (27 pontos) e os 'estudantes' descem para penúltimos (23), ultrapassados pelo Boavista, que na sexta-feira venceu no terreno do Marítimo, por 3-0.

O conjunto de Coimbra esteve duas vezes na frente do marcador, graças aos golos de Nii Plange (32 minutos) e Leandro Silva (77), mas os anfitriões responderam das duas vezes, por Boateng (54) e Rafael Martins (84, de penálti), antes de ser expulso.

A jornada termina esta segunda-feira, com a disputa do Benfica-Tondela, no Estádio da Luz (20:00), em que os encarnados podem, em caso de vitória, reconquistar a liderança, enquanto a equipa de Viseu se apresenta em modo de sufoco, com apenas 13 pontos até ao momento e no último lugar da tabela, a 11 do 16.º lugar, o da salvação.

O Sporting é, por isso, líder à condição, com 62 pontos, após vitória sábado no terreno do Estoril-Praia por 2-1, resultado feito com um 'bis' de Slimani, e o FC Porto é terceiro, a quatro pontos, após ter batido o União da Madeira, por 3-2, no mesmo dia.

Com Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.

  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10