sicnot

Perfil

Desporto

973 minutos sem sofrer golos

O guarda-redes Gianluigi Buffon, da Juventus, estabeleceu hoje um novo recorde ao conseguir estar 973 minutos sem sofrer golos na liga italiana de futebol. A Juventus goleou hoje o Torino por 4-1 no dérbi de Turim.

© Giorgio Perottino / Reuters

Buffon, de 38 anos, é agora dono de um recorde de 973 minutos sem sofrer golos, depois de, aos quatro minutos do encontro de hoje, ter ultrapassado os 929 minutos que Sebastiano Rossi manteve "invicta" a baliza do AC Milan, em 1994.

Aos 48 minutos de jogo, numa altura em que Juventus, líder da prova, já vencia por 2-0 - com golos de Pogba (33) e Khedrira (42) -, Beloti não perdoou frente ao guarda-redes internacional italiano e marcou para o Torino.

Um 'bis' de Alvaro Morata (63 e 76) selou a vitória da Juventus, que agora lidera com 70 pontos, mais seis do que o Nápoles, segundo, que ainda hoje recebe o Génova.

A Fiorentina, orientada pelo português Paulo Sousa, empatou sem golos na visita ao terreno do Frosinone, penúltimo da classificação, e segue na quarta posição, com os mesmos pontos (55) do Inter Milão, que sábado empatou (1-1) com a Roma

O Verona, cada vez mais isolado no último lugar da tabela, perdeu por 2-1 na receção ao Carpi, com Ionita (63) a marcar para os visitados, e Di Guadio (42) e Lasagna (67) a apontarem para os visitantes.

O Sassuolo empatou 1-1 na receção à Udinese, que esteve a vencer desde os oito minutos graças a um tento de Zapata, mas Politano empatou aos 64.

O empate mantém o Sassuolo na sétima posição, com 45 pontos, mais quatro do que a Lazio, que recebe hoje o AC Milan.

A Sampdoria foi perder ao terreno do Chievo, por 1-0, com um golo de Meggiorini, e o Bolonha saiu derrotado por 2-0 na visita ao Atalanta, que marcou por Gómez e Diamanti.

Última atualização às 16:50/Com Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.