sicnot

Perfil

Desporto

"Os resultados não estiveram ao nível que exijo e que o clube requer"

O ex-treinador do Valencia Gary Neville admitiu hoje que os resultados alcançados pela equipa da Liga espanhola de futebol sob o seu comando técnico "não estiveram ao nível do que era exigido".

© Heino Kalis / Reuters

"Os resultados não estiveram ao nível que exijo e que o clube requer", escreveuG, em comunicado hoje divulgado.

O Valência anunciou hoje a rescisão do contrato com o treinador inglês que sucedeu no comando técnico da formação da Liga espanhola de futebol ao português Nuno Espírito Santo, em novembro de 2015.

"O Valência rescindiu hoje a sua relação contratual com Gary Neville como treinador da primeira equipa. Depois de analisar calmamente a situação desportiva, o clube decidiu fazer esta mudança em busca do melhor interesse para o Valência, tendo em vista o final da presente temporada", lê-se no comunicado do clube.

O clube, que nomeou Pako Ayestarán como técnico até ao final da época, agradeceu ainda o trabalho de Neville, desejando-lhe a melhor sorte no futuro.

"Gostaria de ter continuado o trabalho que comecei, mas entendo que estamos num negócio que se baseia em resultados", acrescenta o treinador inglês.

O sucessor de Gary Neville, de 53 anos, foi um dos adjuntos que acompanhou Quique Flores no Benfica, 2008/09, tendo assumido as funções de treinador principal em clubes como Estudiantes Tecos (México), Maccabi Telavive (Israel) e Santos Laguna (México). Antes, o ex-preparador físico passou ainda por Tenerife, Liverpool, Real Sociedad e Al Ahli.

Após 30 jornadas, o Valência, que foi quarto classificado em 2014/15, ocupa o 14.º lugar da Liga espanhola, com 34 pontos, mais seis do que o Getafe, 18.º e primeira equipa abaixo dos lugares de despromoção.

Lusa

  • "Podemos estar a sair da União Europeia, mas não vamos sair da Europa"
    0:40
  • Viver em Évora
    5:11
  • Projeto piloto no Porto com o objetivo de detetar Ambliopia em crianças
    1:16

    País

    São resultados que dizem respeito apenas ao Grande Porto, mas que podem dar uma ajuda para traçar o panorama nacional: 13% das crianças que participaram num rastreio à saúde visual tiveram de ser encaminhadas para consultadas da especialidade. O projeto piloto foi implementado em quatro concelhos do norte do país, mas pode ser alargado.

  • Presidente catalão garante ter plano de contingência
    2:14