sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Alonso falha GP do Bahrein

O espanhol Fernando Alonso (McLaren) vai falhar o Grande Prémio de Fórmula 1 do Bahrein, por razões médicas, após o violento acidente sofrido na primeira prova do Mundial, na Austrália, anunciou hoje a escuderia do piloto.

© Marcelo del Pozo / Reuters

"Na sequência de uma decisão dos médicos da Federação Internacional do Automóvel (FIA), Fernando Alonso não irá participar este fim de semana no GP do Bahrein", refere a McLaren em comunicado.

O lugar do piloto espanhol será ocupado pelo belga Stoffel Vandoorne, de 24 anos, atual campeão da GP2, que fará no GP do Bahrein, segunda prova do Mundial, a sua estreia na Fórmula 1.

"Tentei até ao último minuto correr no Bahrein, após o acidente na Austrália. Têm sido dias difíceis, logicamente, depois de tal impacto, mas o meu pensamento está apenas em querer ajudar a equipa após o incrível trabalho que fizeram esta semana", refere o piloto no seu sítio oficial.

Fernando Alonso acrescenta que entende a posição dos médicos da FIA, que recomendaram a sua não participação, e promete agora que irá ajudar com toda a sua força no apoio aos companheiros.

A departamento médico da FIA comunicou à McLaren que "após o exame realizado esta manhã ao piloto espanhol, no Bahrein, foi decidido que Fernando Alonso não participe no GP deste fim de semana".

A decisão do corpo clinico da FIA foi tomada após a comparação de duas tomografias computadorizadas ao tórax e que indicaram não estarem ainda reunidas as condições mínimas para Fernando Alonso competir em segurança.

O piloto espanhol sofreu um violento acidente na 17.ª volta ao circuito de Melbourne, quando estava a tentar ultrapassar o mexicano Esteban Gutiérrez (Haas), que destruiu por completo o monolugar e obrigou à interrupção da corrida.

"Estou consciente de que gastei hoje uma das vidas que me restavam. Quero agradecer à McLaren e à FIA pela segurança atual dos monolugares. Aos meus companheiros e aos adeptos pela preocupação mostrada e apoio incondicional", escreveu Alonso, na altura, nas redes sociais.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.