sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Alonso falha GP do Bahrein

O espanhol Fernando Alonso (McLaren) vai falhar o Grande Prémio de Fórmula 1 do Bahrein, por razões médicas, após o violento acidente sofrido na primeira prova do Mundial, na Austrália, anunciou hoje a escuderia do piloto.

© Marcelo del Pozo / Reuters

"Na sequência de uma decisão dos médicos da Federação Internacional do Automóvel (FIA), Fernando Alonso não irá participar este fim de semana no GP do Bahrein", refere a McLaren em comunicado.

O lugar do piloto espanhol será ocupado pelo belga Stoffel Vandoorne, de 24 anos, atual campeão da GP2, que fará no GP do Bahrein, segunda prova do Mundial, a sua estreia na Fórmula 1.

"Tentei até ao último minuto correr no Bahrein, após o acidente na Austrália. Têm sido dias difíceis, logicamente, depois de tal impacto, mas o meu pensamento está apenas em querer ajudar a equipa após o incrível trabalho que fizeram esta semana", refere o piloto no seu sítio oficial.

Fernando Alonso acrescenta que entende a posição dos médicos da FIA, que recomendaram a sua não participação, e promete agora que irá ajudar com toda a sua força no apoio aos companheiros.

A departamento médico da FIA comunicou à McLaren que "após o exame realizado esta manhã ao piloto espanhol, no Bahrein, foi decidido que Fernando Alonso não participe no GP deste fim de semana".

A decisão do corpo clinico da FIA foi tomada após a comparação de duas tomografias computadorizadas ao tórax e que indicaram não estarem ainda reunidas as condições mínimas para Fernando Alonso competir em segurança.

O piloto espanhol sofreu um violento acidente na 17.ª volta ao circuito de Melbourne, quando estava a tentar ultrapassar o mexicano Esteban Gutiérrez (Haas), que destruiu por completo o monolugar e obrigou à interrupção da corrida.

"Estou consciente de que gastei hoje uma das vidas que me restavam. Quero agradecer à McLaren e à FIA pela segurança atual dos monolugares. Aos meus companheiros e aos adeptos pela preocupação mostrada e apoio incondicional", escreveu Alonso, na altura, nas redes sociais.

Lusa

  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18
  • Jornalista que denunciou corrupção do Governo de Malta morre em explosão

    Mundo

    A jornalista Daphne Caruana Galizia, que acusou o Governo de Malta de corrupção, morreu esta segunda-feira, numa explosão de carro. O ataque acontece duas semanas depois de a jornalista maltesa recorrer à polícia, para dizer que estava a receber ameaças de morte. A morte acontece quatro meses após a vitória do Partido Trabalhista de Joseph Muscat, nas eleições antecipadas pelo primeiro-ministro, após as alegações da jornalista, que o ligavam a si e à sua mulher ao escândalo dos Panama Papers. O casal negou as acusações de que teriam usado uma offshore para esconder pagamentos do Governo do Azerbaijão.