sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Alonso falha GP do Bahrein

O espanhol Fernando Alonso (McLaren) vai falhar o Grande Prémio de Fórmula 1 do Bahrein, por razões médicas, após o violento acidente sofrido na primeira prova do Mundial, na Austrália, anunciou hoje a escuderia do piloto.

© Marcelo del Pozo / Reuters

"Na sequência de uma decisão dos médicos da Federação Internacional do Automóvel (FIA), Fernando Alonso não irá participar este fim de semana no GP do Bahrein", refere a McLaren em comunicado.

O lugar do piloto espanhol será ocupado pelo belga Stoffel Vandoorne, de 24 anos, atual campeão da GP2, que fará no GP do Bahrein, segunda prova do Mundial, a sua estreia na Fórmula 1.

"Tentei até ao último minuto correr no Bahrein, após o acidente na Austrália. Têm sido dias difíceis, logicamente, depois de tal impacto, mas o meu pensamento está apenas em querer ajudar a equipa após o incrível trabalho que fizeram esta semana", refere o piloto no seu sítio oficial.

Fernando Alonso acrescenta que entende a posição dos médicos da FIA, que recomendaram a sua não participação, e promete agora que irá ajudar com toda a sua força no apoio aos companheiros.

A departamento médico da FIA comunicou à McLaren que "após o exame realizado esta manhã ao piloto espanhol, no Bahrein, foi decidido que Fernando Alonso não participe no GP deste fim de semana".

A decisão do corpo clinico da FIA foi tomada após a comparação de duas tomografias computadorizadas ao tórax e que indicaram não estarem ainda reunidas as condições mínimas para Fernando Alonso competir em segurança.

O piloto espanhol sofreu um violento acidente na 17.ª volta ao circuito de Melbourne, quando estava a tentar ultrapassar o mexicano Esteban Gutiérrez (Haas), que destruiu por completo o monolugar e obrigou à interrupção da corrida.

"Estou consciente de que gastei hoje uma das vidas que me restavam. Quero agradecer à McLaren e à FIA pela segurança atual dos monolugares. Aos meus companheiros e aos adeptos pela preocupação mostrada e apoio incondicional", escreveu Alonso, na altura, nas redes sociais.

Lusa

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.