sicnot

Perfil

Desporto

Antonio Conte vai treinar o Chelsea nas próximas três temporadas

O selecionador italiano de futebol, Antonio Conte, assinou um contrato de três temporadas com Chelsea, juntando-se aos blues após o Euro 2016, anunciou esta segunda-feira o clube da Liga inglesa.

Conforme as declarações disponíveis no sítio da UEFA na internet, Conte  considera que os adeptos da Juventus "merecem a final, após 11 anos a ver  outros a disputá-las" (Reuters)

Conforme as declarações disponíveis no sítio da UEFA na internet, Conte  considera que os adeptos da Juventus "merecem a final, após 11 anos a ver  outros a disputá-las" (Reuters)

© Giorgio Perottino / Reuters

O italiano, de 46 anos, chegou à seleção italiana em 2014 e qualificou a equipa para o Euro2016, sendo já conhecida a sua saída do comando técnico da "squadra azzurra" após o torneio em França, de 10 de junho a 10 de julho.

"Estou feliz por termos feito este anúncio agora para que tudo fique claro e se acabe a especulação", disse Conte, citado pelo sítio oficial dos londrinos.

Conte vai suceder ao holandês Guus Hiddink, que assumiu interinamente o comando da equipa desde dezembro, quando José Mourinho foi despedido depois de ter perdido nove dos primeiros 15 encontros na Liga inglesa.

"Vou continuar focado no meu trabalho na seleção italiana e apenas voltarei a falar sobre o Chelsea após o Euro", garantiu Conte.

O antigo médio do Lecce e da Juventus vai ter a primeira experiência fora de Itália em toda a carreira, depois de ter treinado, entre outros, o Bari, o Atalanta, o Siena e a Juventus, antes de chegar a seleção.

Neste momento, o Chelsea é 10.º classificado da Liga inglesa, a nove pontos dos lugares de qualificação europeia.

Lusa

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.