sicnot

Perfil

Desporto

Autoridades brasileiras desmantelam rede ilegal de revenda de bilhetes para Rio2016

As autoridades brasileiras desarticularam uma rede de revenda de bilhetes para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, informaram hoje fontes oficiais.

A operação aconteceu na segunda-feira nos escritórios do Comité Organizador Rio2016, que colaborou com a investigação da Polícia Civil, de acordo com um comunicado divulgado hoje pelo governo regional do Rio de Janeiro.

A investigação permitiu identificar dez pessoas que ofereciam a venda de 712 entradas para alguns dos principais eventos, tanto dos Jogos Olímpicos, como dos Paralímpicos, através das redes sociais, a um preço muito superior ao estabelecido pela organização.

O sistema de venda de bilhetes escolhido pelo Comité Organizador estabelecia que, no Brasil, as entradas só poderiam ser adquiridas através da página oficial do Rio2016, de forma a que os compradores recebessem os bilhetes já impressos por correio, à medida que se fosse aproximando a data do evento.

Além disso, a organização pôs à disposição dos compradores uma plataforma que permite devolver gratuitamente os bilhetes que não fossem utilizar no evento que decorre entre 05 e 21 de agosto.

A rede operava comprando as entradas através dos canais oficiais com a intenção de revendê-los posteriormente, quando estivessem em seu poder.

A operação policial permitirá cancelar o envio dos bilhetes adquiridos pelos revendedores.

Cerca de metade dos 7,5 milhões de entradas têm um preço que varia entre os 40 e 70 reais (10 a 17 euros), com as mais caras a custarem entre 1.200 reais (uns 288 euros) nos lugares preferenciais das finais de basquetebol, voleibol, voleibol de praia e atletismo.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.