sicnot

Perfil

Desporto

Hélder Rodrigues terceiro no rali de todo-o-terreno do Qatar

O motard Hélder Rodrigues (Yamaha) subiu hoje ao terceiro lugar da classificação geral no Rali todo-o-terreno do Qatar, ao registar o quarto tempo na quarta etapa, com 354,75 quilómetros.

© Marcos Brindicci / Reuters

Depois de na quarta-feira ter ascendido à quarta posição da classificação geral, hoje o piloto oficial da Yamaha precisou de 04:10.38 horas para completar o traçado da especial cronometrada incluída na penúltima etapa desta prova que se está a disputar no Qatar.

Hélder Rodrigues está agora a 09.07 minutos do segundo classificado, o chileno Pablo Quintanilha piloto que no final da etapa de quarta-feira liderava a prova a par de Sam Sunderland.

A última etapa, que se disputa sexta-feira, conta com uma especial cronometrada, denominada Rawdat Rasid, com 350,94 quilómetros.

Em Mini All 4 Racing da equipa oficial X-Raid, Ricardo Porém e o navegador Tom Colsoul terminaram hoje a quarta etapa do Sealine Cross Country Rally na quinta posição da classificação geral.

O par luso belga terminou a especial cronometrada com 354,75 quilómetros na nona posição, a 50:54 minutos do vencedor da etapa.

"Hoje tive um dia complicado. Foi talvez das especiais mais difíceis que fiz até hoje. Tudo nos aconteceu. Tivemos três furos. Dois dos pneus, devido às temperaturas elevadas pegaram fogo. Ficámos atascados na erva de camelo com as quatro rodas no ar e ficámos imenso tempo para conseguir tirar o carro dali. Tivemos também alguns problemas de navegação", afirmou o piloto de Leiria, citado em comunicado da sua assessoria de imprensa.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.