sicnot

Perfil

Desporto

Frederico Silva e britânico Kyle Edmund eliminados nos pares do Estoril Open

O português Frederico Silva e o britânico Kyle Edmund foram hoje eliminados nos quartos de final do torneio de pares do Estoril Open em ténis, ao serem eliminados pelo filipino Treat Huey e pelo bielorrusso Max Mirnyi.

(Arquivo)

(Arquivo)

Perante os segundos cabeças de série, a dupla luso-britânica, que, em juniores, venceu dois torneios do 'Grand Slam', perdeu por 6-4, 6-4, em uma hora e seis minutos.

"Foi um jogo bom. No geral foi um jogo positivo para nós, conseguimos estar os dois 'sets' equilibrados com dois jogadores que são especialistas em pares e que são dos melhores do mundo em pares. (...) Talvez também tenha faltado um pouco de sorte para virarmos o jogo a nosso favor", disse Frederico Silva.

Apesar da derrota, Frederico Silva mostrou-se "satisfeito pela prestação" que tiveram nos pares, dizendo que saíram deste jogo com a confiança que podem "ganhar a qualquer par".

Na próxima semana, Silva e Edmund vão participar no torneio 'challenger' de Roma e há a hipótese de jogarem novamente juntos, embora ainda não tenham conversado sobre isso.

Frederico Silva disse ainda esperar que Gastão Elias e João Sousa, únicos portugueses em prova nos pares, possam derrotar os polacos Lukasz Kubot e Marcin Matkowski, primeiros cabeça de série, "cheguem à final e vençam o torneio".

Na próxima ronda, Mirnyi e Huey vão defrontar o vencedor do encontro entre os norte-americanos Scott Lipsky e Eric Butorac, quartos pré-designados, e os espanhóis Pablo Carreno Busta e Inigo Cervantes.

Em 2015, Treat Huey e Scott Lipsky venceram o título de pares do Estoril Open.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00

    Reportagem Especial

    Todos os anos, o Estado gasta centenas de milhões de euros para financiar os meios de combate aos incêndios. A reportagem especial da SIC denuncia falta de rigor e clareza em muitos dos negócios.

  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.