sicnot

Perfil

Desporto

Ex-benfiquista Daniel Wass diz ter chorado com lesão de Krohn-Dehli

O internacional dinamarquês Daniel Wass, futebolista que passou pelo Benfica, revelou hoje que chorou ao ver na quinta-feira a grave lesão sofrida pelo seu compatriota Michael Krohn-Dehli.

Laurent Cipriani

"Ontem (quinta-feira) chorei ao ver na televisão. É um amigo meu e vê-lo a sofrer assim é muito duro", referiu o médio direito do Celta de Vigo, em conferência de imprensa de antevisão da Liga espanhola, acrescentando que telefonou a Krohn-Dehli.

Krohn-Dehli, de 32 anos, jogador do Sevilha, fraturou a rótula direita no jogo de quinta-feira frente aos ucranianos do Shatktar Donetsk (2-2), na primeira mão das meias-finais da Liga Europa de futebol.

Em comunicado, o clube espanhol, anunciou que o jogador seria hoje operado, depois de ter seguido logo de manhã para uma clínica em Sevilha, após a equipa andaluza ter chegado ao aeroporto de San Pablo às 06:00 (horas de Lisboa).

O médio cumpre a sua primeira época no Sevilha, clube a que, curiosamente, chegou depois de não ter aceitado continuar no Celta de Vigo, que, por sua vez, contratou Daniel Wass para o seu lugar.

Lusa

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".