sicnot

Perfil

Desporto

Diego Simeone quer vencer em Munique para chegar à final da Liga dos Campeões

O treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone afirmou hoje que pretende vencer o jogo da segunda mão das meias-finais da Liga dos Campeões, terça-feira, no terreno do Bayern de Munique, repetindo o triunfo do primeiro jogo (1-0).

© Michaela Rehle / Reuters

"A nossa ideia é sempre a mesma: ganhar qualquer jogo que disputemos e é assim que iremos entrar em campo", disse o técnico argentino, mesmo sabendo que um empate seria suficiente para qualificar os 'colchoneros' para a final de Milão, em Itália.

Evitando responder a perguntas, na conferência de imprensa de antevisão do jogo, sobre a diferença de estilo entre si e Pep Guardiola, homólogo da equipa bávara, Simeone afirmou não se "deter um segundo" nessas questões e que os seus propósitos estão definidos: "ganhar o jogo".

Pep Guardiola, por sua vez, negou ter atribuído ao relvado do estádio Vicente Calderón, bastante alto e lento, um fator determinante pela derrota na primeira mão: "O fundamental é adaptarmo-nos a todas as condições".

"O futebol ganha-se de muitas maneiras, e isso sabemo-lo os dois", disse o treinador catalão da equipa germânica, explicando que ambos são "filhos" do que têm aprendido.

Afirmou ainda que a derrota em Madrid não se deveu à ausência de Thomas Muller, que ficou no banco, não revelando se contará com o internacional alemão, ou com Jêrôme Boateng, que recuperou de uma lesão, na partida marcada para terça-feira, às 19:45 horas, em Munique.

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, até ao final de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano vão ser contratados novos assistentes de bordo, mas o sindicato diz que não chega.

  • "Um ataque e uma humilhação contra o povo catalão"
    1:35