sicnot

Perfil

Desporto

Presidente, assessor e diretor financeiro da SAD da U.Leiria detidos

O dia de buscas na SAD da União de Leiria acabou ontem com três detenções por volta das 22:00. Presidente, assessor e diretor financeiro, que já tinham sido constituído arguidos, acabaram por ser detidos no âmbito da Operação Matrioskas.

Autoridade Tributária e da Policia Judiciária fizeram buscas na sede da SAD da União de Leiria

Autoridade Tributária e da Policia Judiciária fizeram buscas na sede da SAD da União de Leiria

PAULO CUNHA/LUSA

Os dois primeiros, o russo Alexander Tolstikov, presidente e administrador executivo da SAD, e o moldavo Sergiu Renita, são suspeitos de associação criminosa, fraude fiscal, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e corrupção.

O terceiro, o português Pedro Violante, é suspeito dos mesmos crimes com exceção do crime de corrupção.

Para além das buscas realizadas ontem nas SAD da União de Leiria, Benfica, Sporting e Sporting e Sporting de Braga, houve também buscas no escritório de um advogado de Lisboa.

As buscas foram presididas pelo juiz Carlos Alexandre, do Tribunal Central de Instrução Criminal, que irá hoje ao fim do dia ou amanhã de manhã ouvir os três detidos.

Até lá, os três permanecerão detidos no estabelecimento prisional de Leiria para onde foram levamos ontem.

  • União de Leiria no centro da Operação Matrioskas
    1:47

    Desporto

    A Polícia Judiciária realizou buscas nos estádios do Sporting, Benfica e Braga mas o alvo da operação foi o União de Leiria. Há suspeitas de irregularidades na venda de jogadores russos do Leiria a outros clubes.Já há seis arguidos. O Benfica e o Braga já confirmaram que não são visados pela investigação.

  • Presidente da SAD do União de Leiria detido

    Desporto

    Alexander Tolstikov, presidente da SAD do União de Leiria, é suspeito de fraude fiscal, branqueamento de capitais e associação criminosa em negócios de compra e venda de jogadores de futebol. O vice-presidente da SAD e um contabilista também foram detidos pela Polícia Judiciária.

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional.