sicnot

Perfil

Desporto

Dick Pound diz que será difícil confiar em atletas russos

O canadiano Dick Pound, antigo presidente da Agência Mundial Antidopagem (AMA), disse hoje que será muito difícil confiar em qualquer atleta russo, mesmo que a federação de atletismo do país seja autorizada a participar nos Jogos Olímpicos Rio2016.

© Michael Dalder / Reuters

Pound liderou uma comissão independente que aconselhou a Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) a suspender a federação russa, na sequência de uma reportagem do canal alemão ARD ter revelado um sistema de dopagem sistemático e com apoio do estado.

"Quando entregámos o relatório em novembro, dissemos que eles [Rússia] podiam regressar se acelerassem e fizessem o seu trabalho de forma adequada, mas dependia deles. Vai haver muita pressão para os ter de volta e, do ponto de vista do sistema, seria muito bom ter toda a gente nos Jogos", referiu.

Contudo, Pound considera que ainda há "elementos em negação" na Rússia e que ainda não conseguiu ter a certeza que as mudanças foram efetivamente levadas a cabo.

"Se eu fosse o presidente do COI [Comité Olímpico Internacional] e deixasse os russos regressar, será que tinha a certeza absoluta de que todos os atletas russos não se estão a dopar e que tudo mudou?", questionou.

As declarações de Pound foram apoiadas pela ex-fundista britânica Paul Radcliffe.

"Temos todos suspeitas de que eles consigam fazer o que é necessário para assegurar que toda equipa está limpa para competir no Rio", disse Radcliffe.

A decisão sobre a presença do atletismo da Rússia será tomada a 17 de junho, num encontro da IAAF, em Viena.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC