sicnot

Perfil

Desporto

Senegalesa Fatma Samoura nomeada secretária-geral da FIFA

A senegalesa Fatma Samoura, diplomata das Nações Unidas, foi hoje nomeada secretária-geral da FIFA e vai tornar-se na primeira mulher a desempenhar as funções de número dois do organismo que rege o futebol mundial.

Schalk van Zuydam / AP

A escolha de Samoura, que nas duas últimas décadas tem trabalhado em vários países do continente africano para as Nações Unidas, foi anunciada pelo presidente Gianni Infantino no 66.º congresso da FIFA, que decorre na Cidade do México.

"Fatma é uma mulher com experiência internacional e tem a visão de alguém que trabalhou nos maiores desafios dos nossos tempos. Provou que tem a habilidade para construir e liderar equipas e melhorar o seu funcionamento. É uma pessoa que entende que a transparência é o 'coração' de um empresa organizada e bem gerida", disse o dirigente italo-suíço.

De acordo com os estatutos da FIFA, a nomeação de Fatma Samoura terá que passar pelo comité de revisão do organismo, sendo esperado que a dirigente senegalesa assuma funções no mês de junho.

"É um dia fantástico para mim. É uma honra ter sido nomeada para um papel tão importante na FIFA. Irei utilizar a minha experiência e o meu conhecimento na importante reforma que está a ser implementada na FIFA", afirmou Fatma Samoura, de 51 anos.

O anterior secretário-geral, o francês Jerome Valcke, foi suspenso por 12 anos de todas as atividades relacionadas com o futebol, no âmbito do escândalo de corrupção que abalou a instituição, tendo sido substituído interinamente pelo alemão Markus Kattner.

Lusa

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52