sicnot

Perfil

Desporto

Daniela Cardoso terceira nos 10.000 m marcha do Campeonato Ibero-Americano

Daniela Cardoso classificou-se no domingo no terceiro lugar nos 10.000 metros marcha do Campeonato Ibero-Americano, no Rio de Janeiro, com o tempo de 46.03,44 minutos, novo recorde pessoal.

© Ricardo Moraes / Reuters

A prova foi ganha pela brasileira Erica de Sena, com 45.01,32.

Já Marcos Chuva foi quarto quarto no salto em comprimento, com a marca de 7,64 (vento:-0,8 m/s), ficando a sete centímetros do pódio. Triunfou o uruguaio Emiliano Lara, com 8,01.

No heptatlo, Lecabela Quaresma concluiu a primeira jornada na sétima posição, com 3.383 pontos e os parciais de 13,94 segundos nos 100 m barreiras, 1,72 metros no salto em altura, 12,45 metros no lançamento do peso e 25,67 segundos nos 200 m.

Ponto negativo foi a desqualificação da estafeta de 4x100 m nas eliminatórias, que tiveram a presença de apenas nove equipas, das quais oito teriam lugar na final.

A terceira e última jornada realiza-se na segunda-feira. Além de Lecabela Quaresma, que terminará o heptatlo, estarão em ação Sara Moreira na final de 5.000 m, David Lima na de 200 m, Rasul Dabo nos 110 m barreiras e Paulo Conceição e Tiago Pereira na altura.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.