sicnot

Perfil

Desporto

Novos testes de doping podem afastar "dezenas de atletas" dos Jogos Olímpicos

O presidente do Comité Olímpico Internacional alerta que "dezenas de atletas" podem ser afastados dos próximos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, por doping, após a realização de novos testes às amostras realizadas nos jogos anteriores.

reuters

Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Internacional, escreveu hoje no jornal francês Le Monde que o organismo decidiu reexaminar as amostras recolhidas nos Jogos Olímpicos de Pequim e de Londres, 2008 e 2012, respetivamente, "usando os métodos científicos mais recentes".

"Esta ação decisiva vai provavelmente afastar dezenas de atletas, por doping, dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016", escreveu Bach, num artigo de opinião publicado no Le Monde.

Na terça-feira, o Comité Olímpico Internacional (COI) anunciou que 31 atletas, de seis modalidades, estão em risco de falhar o Rio2016, no Brasil, depois dos resultados positivos por doping verificados na reanálise de amostras de Pequim2008.

Os 31 casos, de 12 nacionalidades, resultaram da reanálise de 454 amostras dos Jogos Olímpicos de Pequim, efetuadas na sequência da série de escândalos de dopagem que abalaram o desporto internacional.

"[A reanálise] centrou-se em atletas que potencialmente estariam no Rio2016 e foi conduzida com o recurso aos últimos métodos científicos de análise. Como resultado, 31 desportistas, de seis modalidades, podem ser impedidos de competir nos Jogos Olímpicos do Rio. O comité executivo do COI acordou hoje, por unanimidade, desencadear de imediato os processos, com os comités olímpicos nacionais a serem informados nos próximos dias", pode ler-se na nota publicada na tera-feira na página daquela entidade olímpica.

No comunicado, o COI assegura ainda que todos os atletas que comprovadamente infringiram as regras antidoping serão banidos de competir no Rio2016, que vão decorrer entre 05 e 21 de agosto.

"A luta para proteger os desportistas limpos não parará aqui, já que o resultado da reanálise de 250 amostras dos Jogos Olímpicos de Londres2012 será conhecido em breve. O objetivo é impedir qualquer batoteiro de competir nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro", acrescenta o texto.

O COI informou ainda que vai estender o espetro de análise a todos os medalhados de Pequim2008 e Londres2012, assim como a todos os atletas que podem 'herdar' medalhas da desclassificação de infratores.

"Guardamos as amostras durante dez anos, para que os batoteiros saibam que nunca podem descansar", lembrou o presidente da entidade, Thomas Bach.

  • " A melhoria das contas públicas não foi feita à custa dos portugueses"
    1:30

    País

    Numa espécie de balaço deste ano e meio de governação, o primeiro-ministro voltou a assinalar voltou a assinalar a redução do défice e as melhorias nas contas públicas. Num jantar com militantes em Coimbra, António Costa garantiu ainda que a "verdadeira reforça do Estado avança até ao final desta legislatura, que é a Descentralização.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • Norte também quer naturismo e praias de nudistas

    País

    O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal defendeu hoje a criação de praias naturistas legalizadas na região, fazendo a apologia da formação de associações e negando que este seja um destino conservador.